Em plena era em que estudos sobre o comportamento avançaram de forma surpreendente e em que as pessoas têm mais consciência de seu corpo e de sua mente, dos problemas que enfrenta e de como pode superá-los, há ainda quem não consiga aceitar que doenças físicas podem estar associadas às emoções, causadas por fatos da vida, como traumas, por exemplo. 

É hora de aceitar: distúrbios emocionais podem refletir na saúde física. Estudiosos já chegaram a comprovações de que mudanças em padrões emocionais atenuam doenças. É claro que não é só esse motivo e não é somente essa a cura, mas se, mudando algo dentro de nós, podemos ser um ser humano mais saudável, por que não tentar?

Há uma frase que diz: "Quando a boca cala o corpo fala", o que significa que guardar determinados sentimentos e emoções pode refletir em alguns problema de saúde.

Publicidade
Publicidade

Conheça algumas doenças, suas associações com as emoções e como melhorá-las

Acne - desamor, não se aceitar como é. Como reverter isso? "Me amo exatamente como sou, sou uma pessoa maravilhosa e amado pela família e por amigos".

Alcoolismo - autorrejeição e culpa. Liberar o passado e assumir o valor que tem como pessoa, pode ser o primeiro passo à reabilitação.

 Amigdalite - medo e emoções reprimidas. A forma de melhorar é encarar o que vem pela frente e demonstrar mais as emoções. Permitir e liberdade de expressão.

Bronquite - ambiente familiar carregado. Como buscar uma melhora? "Ninguém consegue me irritar" - deixar que as "picuinhas" o afete.

Cãimbras - tensão, opressão. Como melhorar: deixar a vida andar com tem que ser, relaxar.

Ciático - medo da insegurança financeira e do futuro.

Publicidade

Como tentar melhorar? "Estou seguro e preparando um bom futuro".

Coração - problemas emocionais guardado por muito tempo. Buscar melhorar pela vontade de viver e de ser feliz. Cercar-se de alegria.

Desmaios - medo, não conseguir enfrentar algo. Buscar melhora por meio do pensamento afirmativo de que tem força e conhecimento para lidar com qualquer coisa que surja.

Enxaqueca - resistência ao fluxo da vida. Buscar melhora por entender que a vida muda a todo momento e que nada é estático.

Problemas de estômago - não conseguir assimilar ideias. Medo do novo. Afirmação positiva para buscar melhora: novas ideias chegam para melhorar a vida, vou assimilá-las.

Excesso de peso - autorrejeição e insegurança, busca por um amor. Medo da perda. Tentar melhorar mudando o sentimento de que não é querido pelas pessoas, aceitando-se e amando-se tal como é.

Dor de garganta - raiva reprimida, o famoso "engolir sapo". Para melhorar é preciso que tenha confiança de que ninguém pode lhe magoar.

Esses são exemplos da forma como encaramos a vida, de alguns de nosso medos e problemas, que conforme deixamos que aconteçam, se transformam em sinais no corpo.

Publicidade

Como já dissemos, é claro que há muitas outras razões para que doenças apareçam, mas é importante lembrar que estar com a mente limpa, pensamento positivo e ter uma atitude positiva perante à vida, já é uma garantia de mantermos o corpo um pouco mais saudável. #doenças emocionais #tratar doenças emocionais