Notícia boa na área da #Saúde. A América (Norte, Central e Sul) é o primeiro continente dentre todos do mundo a eliminar o sarampo. A informação foi divulgada pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), no último dia 27/09 e, com esse resultado, o continente americano transfere o sarampo para a lista de #Doença controláveis.

Graças ao esforço das campanhas de vacinação – e é por esse motivo que a doença pode ser considerada erradicada – o sarampo é a quinta enfermidade que figura na lista. As outras cinco doenças que já constam nesse rol são: varíola (erradicada em 1971), paralisia infantil (sob controle desde 1994), e rubéola e síndrome da rubéola congênita (prevenidas em 2015).

Publicidade
Publicidade

Para se chegar a essa meta, foram necessários 22 anos de acompanhamento e monitoramento da vacinação contra a caxumba, rubéola e sarampo.

No caso específico do sarampo, as primeiras vacinações em massa surgiram no início da década de 80, sendo que, naquela época, a doença vitimava aproximadamente 2,6 milhões de pessoas ao redor do mundo. Se considerarmos a América isoladamente, 100 mil óbitos ocorreram entre os anos de 1971 e 1979.

Com a ofensiva baseada na vacinação, estima-se que entre as décadas de 2000 e 2010, a América tenha prevenido cerca de 3,2 milhões de casos.

LEMBRETE: AINDA EXISTE SARAMPO EM OUTRAS REGIÕES

A Opas relata que 2002 foi o último ano de circulação do vírus do sarampo em território americano. No entanto, mesmo erradicado por aqui, o sarampo ainda aparece em outras regiões do mundo, o que significa que ele pode ser importado dessas áreas endêmicas.

Publicidade

Os dados mostram que, entre os anos de 2003 e 2014, existiram 5.077 ocorrências de sarampo importado ou com alguma ligação da importação do vírus.

Em relação ao #Brasil, a boa nova é que ele fez a sua parte e conseguiu eliminar a doença no ano passado. A partir disso, o Comitê Internacional de Peritos da Opas, aguardando as últimas comprovações da erradicação, declarou em julho de 2016 que o país estava livre do sarampo.

SINTOMAS DA DOENÇA

O sarampo caracteriza-se como uma doença contagiosa e atinge principalmente as crianças. Sua transmissão acontece por saliva que provem da boca, nariz ou garganta de pessoas infectadas. Seus principais sintomas são: erupções pelo corpo, febre, congestão nasal e irritação nos olhos.

Não sendo tratada de forma adequada, a doença pode evoluir para cegueira, diarreia, infecções no ouvido e pneumonia. Em 2015, houve quase 244.700 casos de sarampo pelo mundo – a maioria nas regiões da África e da Ásia.

Como dever de casa, a Opas aconselha a todos os países americanos que permaneçam vigilantes e procurem imunizar a população constantemente.