Não são só as mulheres que costumam ter corrimento.  O corrimento é normal tanto nas mulheres como nos homens, mas existe uma grande diferença entre aqueles que apresentam uma secreção transparente, com os que possuem uma cor diferente, como branca, amarela, rosada e verde.

Guilherme Leme, urologistaexplica que é normal haver corrimento no pênis, que vem através da uretra (canal que liga a bexiga até a ponta do pênis). Chama-se descarga uretral. Normalmente, não ocorre com frequência, e, na maioria das vezes, pode apresentar algum problema, como, por exemplo, alterações anatômicas, ou irritações químicas, muitas vezes, causadas por sabonete, e até mesmo tumores.

Publicidade
Publicidade

Esses corrimentos são uma resposta a alterações, que podem ser da próstata, ou no epidídimo (que é um duto responsável pelo armazenamento do esperma).

Os mais comuns dos micro-organismos que provocam corrimentos são os que causam a gonorreia, os Neisseria gonorrhoeae.

Por isso, é importante procurar um médico caso esteja tendo corrimento. 

Como identificar?

Os corrimentos causados por alguma alteração, podem ser de diversas cores, como citamos acima, (marrom, verde, amarelo e etc.), e possuir algum odor, e ainda apresentar algum tipo de desconforto na região da uretra, ou seja, na saída da urina. E, às vezes, ainda provocar alguma dor ao urinar.

Segundo Guilherme Leme, se a secreção apresentar pus, no estágio amarelado ou esverdeado, e em abundância, na maioria dos casos, pode ser gonorreia.

Publicidade

A gonorreia é transmissível sexualmente, por isso, cortar a relação íntima com sua (seu) parceira(o), é uma das primeiras coisas a se fazer. Elas são causadas por bactérias, e também podem ser passadas para o parceiro por contato oral, e anal, além do vaginal. Se a mulher estiver grávida, ela ainda pode ser transmitida para o bebê tanto quando está ainda no útero, como durante o parto. Por isso, é importante fazer o tratamento, o mais rápido possível.

Somente o especialista poderá dizer qual o tipo de infecção que está causando o corrimento, através de exames. E ainda é válido alertar, que, em alguns casos, os parceiros também devem ser examinados e tratados, pois, na maioria, o contágio é positivo.

Durante o tratamento, que pode ser por antibióticos, clinicamente orientado para combater a bactéria, deve-se evitar ter relações íntimas. #Dicas #Curiosidades #Saúde