Certamente você já ouvir dizer que a #Cerveja consegue driblar o nosso estômago, principalmente quando estamos com fome. E isso é real, pois antigamente muitos povos mantinham a cerveja como o alimento principal em sua alimentação. A bebida é extremamente rica em carboidratos, aminoácidos, proteínas, etanol, ácidos orgânicos, compostos fenólicos, vitaminas, componentes amargos, óleos essenciais, purinas, aminas biogênicas entre outras substâncias, que são capazes de nos alimentar de uma maneira equilibrada. Mesmo contendo álcool em sua formulação, quando a consumimos de uma maneira controlada ela oferece alguns efeitos positivos em nosso organismo, aumentando o colesterol associado às lipoproteínas de alta densidade (HDL) e colaborando para que algumas doenças e acidentes cardiovasculares sejam reduzidos.

Publicidade
Publicidade

O site Quo divulgou recentemente que, a partir do ano de 2020, todas as embalagens de cerveja serão obrigadas a divulgar os valores nutricionais da bebida, algo que encontramos facilmente em bebidas não alcoólicas.

De acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland, a cerveja oferece vários  minerais e vitaminas essenciais para o corpo humano e, por isso, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) já alertou que brevemente iremos encontrar todos os valores nutricionais que a bebida carrega em sua fórmula, alertando para o que realmente estamos consumindo.

Por ser uma bebida natural, o teor de álcool encontrado é baixo e uma latinha carrega poucas calorias (aproximadamente 42 kcal), bem menos que um copo de leite ou de suco de maçã. A cerveja ainda oferece outros benefícios: ela não contem gordura ou açúcar em sua composição, funcionando também como um poderoso diurético. As cervejas claras não carregam açúcar, cafeína, vitaminas A, D ou C, e também não oferecem nenhum tipo de ácido graxo.

Publicidade

Mas a bebida fornece um alto teor de vitaminas do complexo B e minerais.

O silício, que é um dos minerais importantes na fórmula da bebida, também oferece grandes benefícios na nossa formação óssea. A Universidade de Tufts realizou um estudo recentemente e comprovou que apenas duas latas de cerveja nos oferecem uma melhora considerável na densidade dos nossos ossos. Os estudiosos ressaltam que consumir o produto com cuidado é muito importante, pois quando consumimos em excesso podemos apresentar uma menor densidade óssea.

Os estudiosos também explicam que a cerveja sem álcool é totalmente benéfica para a nossa #Saúde, pois a sua fórmula também carrega vários minerais e vitaminas extremamente necessários para o bom funcionamento do nosso organismo. #Dicas