Um garoto chamado Nathan Box, de sete anos, está sofrendo devido a um #Tumor cerebral denominado de Hamartoma Hipotalâmico (HH), que é considerado raro pelos especialistas. Segundo informações, o menino pode sofrer mais de 20 convulsões em um único dia. Seus pais contam que, antes de cada convulsão, o menino costuma apresentar um ataque de risos. De acordo com especialistas, isso faz parte da doença, a única solução para o problema é através do procedimento cirúrgico, caso o contrário, Nathan sofrerá com a doença pelo resto da vida, dependendo de medicamentos antiepilépticos.

No início, os médicos acreditavam de que Nathan estaria sofrendo de epilepsia.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, após uma série de exames, diagnosticou-se o tumor no cérebro. De acordo com sua mãe, Suzan, toda vez que o garoto solta um belo sorriso, acaba sofrendo um ataque com fortes convulsões. Outro fato considerado muito estranho pelo médicos, é que, toda vez que o garoto pega um resfriado, os ataques param por um determinado período de tempo. Além do HH, o menino também foi diagnosticado com autismo. Atualmente, ele necessita da ajuda de uma cadeira de rodas para poder se locomover pela escola onde estuda. Segundo professores, durante um ataque de convulsão, o garoto acabou caindo e cortando o queixo.

O que é Hamartoma Hipotalâmico?

De acordo com especialistas, este tipo de tumor não é considerado maligno, mas, na maioria dos casos, pode provocar convulsões, além da perda temporária de memória e desmaios frequentes.

Publicidade

A doença é considerada rara, e afeta uma pessoa em cada um milhão, por conta disso, é muito difícil de ser diagnosticada. 

Em alguns pacientes, o problema pode passar anos despercebido por conta dos poucos sintomas. Em alguns casos, além da crise de risos, também são diagnosticados com crises de choros, ou gemidos. Os pacientes apresentam alguma dificuldade em se controlar emocionalmente e, na maioria das vezes, apresentam comportamentos agressivos, como um ataque de fúria, entre outros. Na maioria das vezes, o único tratamento disponível são cirurgias. #Entretenimento #Curiosidades