Um anticoncepcional masculino já existe, na forma de injeção, e é eficaz. Ele está em fase de testes, com excelentes resultados, mas o experimento será encerrado porque, dos 320 homens em questão, 20 sofreram efeitos colaterais.

O #anticoncepcional masculino foi utilizado pelo período de um ano, tendo uma eficácia na casa dos 96%, que é um índice próximo ao dos métodos utilizados atualmente.

Apenas 20 participantes sofreram efeitos colaterais (incluindo depressão, dores musculares, alterações de humor, acne e mudanças na libido). A questão é que esses são exatamente os efeitos colaterais sofridos por algumas mulheres, quando usam anticoncepcionais.

Publicidade
Publicidade

A pílula anticoncepcional é utilizada pelas mulheres desde a década de 60, e até hoje a mulher é a principal responsável pela contracepção;  utilizam a pílula 55% das mulheres entre 25 e 29 anos, 48% das entre 16 e 19 e 64% das mulheres entre 20 e 24 anos.

A pesquisa, publicada no Endocrine Society’s Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism (Jornal de Endocrinologia Clínica & Metabolismo da Sociedade de Endocrinologia, em livre tradução), só seguirá adiante depois que esses efeitos colaterais forem eliminados, já que, aparentemente, homens não tem a mesma tolerância que as mulheres são obrigadas a ter todos os dias.

A boa notícia é que mais de 90% dos homens participantes afirmaram que utilizariam o método sem problemas, mas 20 homens foram suficientes para retardar, talvez indefinidamente, o processo.

Publicidade

Em tempo, a pílula anticoncepcional feminina aumenta os riscos de trombose, câncer de mama, câncer cervical e AVC. Isso para não falar nos efeitos colaterais mencionados acima.

Como funciona o anticoncepcional masculino?

A injeção é composta de dois hormônios: progestogena, que bloqueia a produção de espermatozóides, agindo na glândula pituitária, e testosterona, que compensa a redução dos hormônios masculinos. A dosagem é de uma injeção a cada dois meses.

Mario Festin, co-autor da pesquisa e membro da Organização Mundial da #Saúde, declarou: "O estudo descobriu que é possível ter um anticoncepcional masculino que reduz o risco de gravidez indesejada para as suas parceiras".

Mas não por enquanto, ao menos enquanto a medicina não revê seus conceitos. #sexo