O problema da comunicação oral é umas das maiores dificuldades enfrentadas ao longo da vida pelas pessoas que nasceram com fissura labiopalatina ou apenas palatina, popularmente conhecida como Lábio Leporino. A voz da pessoa fica anasalada e de difícil compreensão devido principalmente à falta de separação física das cavidades do nariz e do palato e também devido à falta de "músculos do palato" ou dificuldade de movimentação desses "músculos".

Pode acontecer de, mesmo depois da cirurgia de fechamento da fenda palatina, a fala da pessoa continuar de difícil compreensão, justamente devido à dificuldade que os músculos da região (palato mole, paredes laterais e posterior da faringe) têm em se movimentarem.

Publicidade
Publicidade

Pensando na reabilitação desses casos e considerando a grande importância que a fala tem para a inserção de uma pessoa na sociedade, pesquisadores das áreas de odontologia e fonoaudiologia do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da USP de Bauru-SP desenvolveram a Prótese de Palato.

A prótese de palato é um aparelho ortodôntico removível que é instalado entre os dentes superiores e que possui uma extensão fixa chamada bulbo (semelhante a um "rabinho com uma bolinha na ponta") até a rinofaringe, órgão localizado no início da garganta, por onde passam os alimentos e o ar respirado.

A principal função da prótese de palato para as pessoas que nasceram com fissura labiopalatina é controlar o fluxo de ar que sai pela boca e/ou nariz, melhorando principalmente a hipernasalidade, o escape de ar nasal e/ou os distúrbios de articulação.

Publicidade

A parte deste aparelho que estimula a melhoria da fala chama-se bulbo. Ele faz isso interagindo diretamente com os músculos da região, que são o palato mole, paredes laterais e posterior da faringe.

A equipe de atendimento do setor de Prótese de Palato do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da USP costuma agendar 5 dias de atendimento para a instalação da prótese de palato porque a confecção dela é feita em várias etapas:

  • É feito o molde em alginato;
  • Faz-se a placa de acrílico que encaixa nos dentes superiores;
  • Faz-se a porção intermediária (rabinho);
  • Faz-se o pré-bulbo (bolinha no final do rabinho que ficará na garganta);
  • Faz-se o bulbo faríngeo (aumento da bolinha)

Pode ocorrer um desconforto nas primeiras semanas de uso, por isso a pessoa que colocou recentemente este aparelho deve comer alimentos em pequenas quantidades e ir aumentando aos poucos.

Considerando que o objetivo da prótese de palato é a melhoria da fala, ela deve ser usada durante todo o dia, inclusive durante as refeições, só retirando-a para dormir.

Publicidade

Toda noite, enquanto a pessoa dorme, após escovar os dentes e a prótese de palato, o aparelho deve ser colocado em uma vasilha com água limpa.

Iniciar o tratamento com a prótese de palato é como iniciar uma musculação para os músculos da voz e da fala. Juntamente com a fonoterapia, a prótese de palato estimula esses músculos a se desenvolverem e a se movimentarem. E assim como os resultados da musculação para o corpo dependem da individualidade de cada pessoa, o mesmo ocorre com os resultados do tratamento com a prótese de palato: haverá pessoas que tiveram fissura labiopalatina que terão tanta facilidade para desenvolver os músculos que com o tempo estes se movimentarão sozinhos, sem a ajuda da prótese de palato; e haverá pessoas que tiveram fissura labiopalatina que terão mais dificuldade para desenvolver os músculos, e precisarão fazer o uso da prótese de palato por mais tempo ou até pelo resto da vida. #fissuralabiopalatina #lábioleporino #prótesedepalato