A maioria dos médicos e nutricionistas afirma que uma pessoa deva consumir, no míntimo, dois litros de água por dia, isso equivale a 8 ou 9 copos diariamente. Entretanto, uma recente pesquisa publicada pela revista Proceedings of the National Academy of Science sugere uma nova teoria, segundo a qual, nosso organismo possui um mecanismo que costuma regular a quantia de água que podemos ingerir em um único dia.

A pesquisa sugere que devemos tomar água apenas quando estamos com sede. A suposta teoria proíbe que as pessoas bebam água além do permitido, pois, segundo os pesquisadores, isso poderia ocasionar em uma intoxicação, podendo causar grandes complicações no organismo ou, até mesmo, a morte.

Publicidade
Publicidade

O novo estudo desafia a prescrição sobre os dois litros de água por dia, recomendado há décadas pela maioria dos especialistas. O Dr. Michael Farell, responsável por comandar o projeto, explica que, em nosso organismo, existe um inibidor de engolir ou seja, toda vez que abrimos nossa boca o inibidor é ativado no cérebro para que não bebamos além da quantia que o nosso organismo realmente necessita. Isso serve para nos proteger de uma quantia exagerada de água e potencialmente perigosa.

Os pesquisadores chegaram a essa conclusão, acompanhando um grupo de voluntários que foram submetidos a beberem água em duas ocasiões. Na primeira tentativa, os participantes foram submetidos a exercícios físicos, e, na ocasião, tomaram bastante água por estarem com sede. Na segunda tentativa, as cobaias foram persuadidas a ingerir água sem estarem com sede.

Publicidade

De acordo com a pesquisa, os resultados dos testes mostraram um aumento superior a três vezes o esforço para beber a água.

Durante a pesquisa, os participantes também foram submetidos a exames de ressonância magnética.  Na ocasião, descobriu-se que, cada vez em que engoliam a água, as atividades pré-frontais do lado direito ficavam cada vez mais ativas, o que sugere a existência dos supostos inibidores. O Dr. Farell citou alguns casos onde maratonistas receberam a informação para beber determinada quantia de água e acabaram falecendo, logo em seguida.

De acordo com ele, a água em excesso pode ocasionar um grande risco para a saúde, causando uma intoxicação ou uma hiponatremia, que está relacionado ao baixo nível de sódio no sangue. O problema pode ocasionar alguns sintomas como letargia, náusea, convulsões e, em casos mais graves, passando para o coma. #consumo de água #Entretenimento #Curiosidades