Por ano, são registrados 2 milhões de casos de #disfunção erétil no Brasil. O problema consiste na dificuldade do homem em manter a ereção durante uma relação íntima.

Vários são os motivos que levam um homem a passar por esse problema, dentre eles, um que muitos nem imaginavam: o tamanho da cintura. Abaixo vamos falar sobre alguns desses motivos. Confira.

O que pode dificultar a ereção?

1 – Tamanho da cintura

Esse é um item importante que muitos não sabiam. Homens com cintura superior a 40 polegadas, ou seja, 101,6 cm, estão mais propensos a desenvolver problemas de #ereção, é o que revela um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

O tamanho da cintura também já é considerado um fator de alto risco para doenças cardíacas, portanto, cuide-se.

2 – #fumo

Estudos revelam que homens que fumam uma quantidade superior a 20 cigarros por dia são 60% mais suscetíveis a desenvolver disfunção erétil do que os não fumantes. Isso acontece porque o ato de fumar dificulta o fluxo normal de sangue, o que impede a ereção. O tabagismo já é o principal responsável por problemas de ereção nos homens com idade inferior a 40 anos.

3 – Álcool

O álcool atrapalha na ereção por ser um produto depressor, porém, você não precisa parar completamente de beber, apenas pegar leve e moderar.

4 -  Estresse e ansiedade  

Níveis elevados de estresse e ansiedade, assim como outros problemas emocionais e sentimentais, também atrapalham na hora de manter a ereção.

Publicidade

Nesse caso, o problema pode ser casual e passageiro, de acordo com a oscilação do problema emocional enfrentado.

5 – Privação do sono

Não dormir bem acarreta vários problemas para a saúde, dentre eles a disfunção erétil. Portanto, organize melhor o seu dia de uma maneira que sobre mais tempo para descansar e dormir melhor.

6 - Alimentação e atividade física

Essas duas práticas são recomendadas diariamente pelos médicos. Elas afetam radicalmente no comportamento de sua saúde, causando doenças como sobrepeso e diabetes, que afetam diretamente os nervos do órgão genital masculino, o que consequentemente acarreta em problemas de ereção.