Um especialista no desenvolvimento infantil realizou um estudo que colocou em análise os assentos de carro para #Bebês. Após várias experiências, o professor Peter Fleming concluiu que um recém-nascido nunca poderá fazer uma viagem longa de carro, sentado em um desses assentos. Naturalmente, ele não vai desaconselhar a utilização dos assentos de carro, até porque os acidentes são igualmente perigosos. No entanto, ele promete se reunir com os fabricantes dos assentos para chegarem a algumas alterações e protegerem melhor os bebês mais pequenos. 

Viagens longas desaconselhadas para bebês

A solução poderá passar por desaconselhar os bebês recém-nascidos de fazerem viagens mais longas.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o estudo de Peter Fleming, o risco está naquele balançar da cabeça do bebê, quando está sentado no assento. Quando a cabeça joga para a frente, o bebê menor de um mês de idade corre o risco de sufocar, porque as vias aéreas ficam obstruídas. De acordo com os testes, nesse balanço para a frente, o bebê tem menos oxigênio. O teste foi feito em um carro andando a 50 km/h e, até aí, o oxigênio estava reduzido demais.

Um perigo real e que já tem vitimado alguns recém-nascidos. O ideal é que as viagens nunca se prolonguem em mais do que vinte ou trinta minutos. Agora, "aquelas viagens de cinco ou seis horas para visitar a avó" estão completamente desaconselhadas tanto por Fleming, como até pelos fabricantes de assentos de carro, que definem um limite máximo de duas horas. 

Mas, para Fleming, duas horas já é exagerado e bastante arriscado para bebês muito pequenos.

Publicidade

Em caso de grande necessidade, o que este professor recomenda é que, do lado do bebê recém-nascido, viaje um adulto supervisionando a cabeça da criança, para que não fique balouçando no assento e, se necessário, segurar mesmo a cabeça do bebê. 

Alterações na utilização dos assentos de carro

O risco de asfixia nas viagens mais longas do que os vinte minutos pode ser tão grande que Fleming tem já o apoio de uma associação de caridade de morte súbita infantil,  Lullaby Trust. Juntos, vão se reunir com um representante dos fabricantes de assento de carro, para que as normas atuais sejam revistas e alteradas. No momento, a diretora executiva da Lullaby Trust está recomendando que os pais façam paradas para descanso, durante as viagens mais longas, retirando os bebês dos carros durante algum tempo, antes de retomarem à estrada.  #Tragédia #Família