A relação sexual tem um papel importante em nossos relacionamentos amorosos. O ato oferece a aproximação e demostra o amor que existe entre o casal. Porém, muitos casais acabam relatando que não estão completamente satisfeitos com sua vida sexual. Foi o que revelou uma pesquisa realizada pela marca de preservativos Durex Global Sex Survey.

A pesquisa mostrou que, aproximadamente 51% dos homens e 56% das mulheres relataram que sua vida sexual não está lhe satisfazendo, da maneira como gostaria. O que os estudiosos envolvidos na pesquisa questionaram foi sobre quais os problemas que estariam causando essa insatisfação. Para buscar as respostas necessárias, foram entrevistados quatro terapeutas e especialistas sexuais, que, enfim, revelaram quais seriam as queixas mais frequentes em seus consultórios, acompanhe:

Ejaculação precoce

A queixa frequente de muitos homens envolve a ejaculação precoce.

Publicidade
Publicidade

Eles costumam sofrer e buscam tratamento para esse distúrbio em consultórios médicos. A disfunção erétil também está atrapalhando a #Saúde sexual masculina, e o problema também está entre os gays, que estão constantemente procurando tratamento médico.

Falta de sintonia

Mesmo que seu relacionamento seja harmonioso, muitos casais reclamam da afinidade sexual. Isso está sempre presente nos consultórios médicos, e a maneira de lidar com essas questões sexuais pode estar ligado à educação rígida vinda de sua família. É necessário estar ciente de que não existe a pessoa perfeita, isso é um passo importante para que o relacionamento comece a melhorar e as expectativas sexuais aconteçam de acordo com o recebido.

Apenas obrigação

Os homens também reclamam da disposição feminina na hora do ato sexual.

Publicidade

Muitos desejam ver as suas parceiras buscando o próprio prazer, e expressando disposição para praticar novas modalidades sexuais, como o oral e anal. Porém, muitas mulheres mostram fazer amor somente por obrigação e não por vontade própria.

Falta de desejo

Esse problema costuma afetar centenas de mulheres, e isso acaba trazendo problemas em sua vida conjugal. Muitas pensam que o desejo sexual deve ser algo provocado por seu par e não de maneira espontânea. Especialistas sexuais que participaram da pesquisa dizem que é necessário praticar o ato, pois isso oferece ainda mais vontade e desejo pela prática. Alguns acontecimentos rotineiros como o estresse, problemas familiares e sua vida financeira também podem se tornar um dos maiores inibidores sexuais.

Rotina sexual

Ambos se queixam da monotonia sexual em consultórios médicos, o amor é sempre algo rotineiro em seu relacionamento, e, com isso, tudo se torna enjoativo e sem nenhuma novidade sexual. Se esforçar para tornar a vida sexual algo prazeroso é necessário, mesmo que o dia a dia traga motivos para que a prática sexual fique em segundo plano.

Publicidade

Dor

Conhecido também como dispareunia, a dor na hora da relação sexual é algo muito comum entre as mulheres. Para que isso seja evitado, a mulher precisa estar relaxada e preparada para o ato, se dedicar as preliminares pode trazer benefícios à vida sexual feminina. #Dicas #Comportamento