A relação sexual era para ser um momento de prazer para o casal, mas acontece que muitas mulheres sentem #dor durante o ato, o que não permite que ela desfrute do momento íntimo. Segundo o médico Amaury Mendes Jr., pode acontecer desse incômodo, que se chama dispaurenia, se tornar caso médico, e um ginecologista pode ajudar a descobrir a causa da dor que pode ir desde feridas e bactérias na vulva até uma endometriose.

Mas pode acontecer da situação nem precisar de medicamento e apenas uma orientação médica já ajudará. Abaixo, enumeramos alguns fatores que podem causar esse #desconforto na hora da relação e como resolvê-los.

Publicidade
Publicidade

Falta de lubrificação: muitas mulheres não conseguem ter a lubrificação vaginal necessária para a penetração e acabam sentido desconforto ou mesmo dor na hora do ato. A falta de lubrificação pode ser causada por questões psicológicas, por alguns medicamentos, pela fase menstrual em que se encontra ou mesmo pela menopausa. O ginecologista recomenda o uso de lubrificantes à base de solução aquosa ou vaselina. Nem o lubrificante que já vem na camisinha costuma ser suficiente. Converse com seu médico e com seu parceiro, para que ele não ache que é incompetência dele.

Escolha a camisinha certa: a camisinha deve estar bem ajustada no órgão sexual masculino para que não cause atrito na vagina e desconforto na mulher. Algumas mulheres podem ter alergia ao acessório, por isso fiquem atentos também ao material da camisinha e se possui substâncias para dar sabor ou perfume que podem causas o desconforto.

Publicidade

Segundo o médico existem muitas opções fininhas que não são nem notadas pela mulher e existem também as opções femininas.

Anticoncepcional: segundo a ginecologista Flávia Fairbanks, as pílulas com baixa dosagem de hormônios possuem mais progesterona, o que pode causar a baixa lubrificação feminina, mas isso depende de mulher para mulher. Mulheres que têm ovários policísticos costumam fazer uso de anticoncepcionais que cortam a testosterona o que também traz esse efeito de secura vaginal e falta de libido. Converse com seu médico, a opção pode ser ficar um tempo sem a pílula para ver a diferença e quem sabe usar outro tipo de proteção contra a gravidez, como o DIU.

Calma na hora H: a falta de lubrificação pode ser psicológica e por falta da mulher relaxar. Isso pode acontecer quando a mulher está há muito tempo sem ter relação e fica insegura, ou quando o homem vai muito rápido ao ponto e deixa de lado as preliminares. O corpo da mulher leva, em média, 15 minutos para entrar no clima e se preparar para o ato sexual.

Publicidade

Se a mulher não estiver relaxada, o atrito do órgão feminino pode causar dor e desconforto.

Exercite o músculo do períneo: exercícios nos músculos íntimos podem dar mais conforto na hora H, assim é que é feito a técnica de pompoarismo. Um médico ginecologista pode te ensinar no consultório como contrair e relaxar esses músculos. E o legal é que você pode fazer os exercícios em qualquer lugar e se preparar para uma noite de prazer.

Acerte a posição: algumas posições sexuais podem ser mais desconfortáveis para a mulher. Converse com seu parceiro e descubra a posição mais confortável e prazerosa para ambos. A posição do útero também pode interferir nesse desconforto sexual. Descubra a posição do seu através de um ultrassom e com a ajuda de seu médico descubra as melhores posições sexuais de acordo com essa informação. #sexo