Muitos pais costumam sair para dar uma voltinha de carro com seu bebê, para que o mesmo se acalme e, até mesmo, durma. O balanço e o ronco do motor podem fazer com que eles embalem em um delicioso soninho. Depois que dormem, os pais costumam remover o cinto de segurança e deixar que ele continue dormindo ali mesmo, na cadeirinha do carro. Porém, muitos desconhecem o perigo que isso oferece para a criança.

Uma tragédia envolvendo uma criança de 3 meses chocou o mundo e está servindo de exemplo para muitos pais, o bebê foi vitima de asfixia postural.

Os pais de Shepard Dodd colocaram seu filho, de apenas 3 meses, na cadeirinha própria para passeios de carro.

Publicidade
Publicidade

Quando o bebê começou a apresentar um #Comportamento silencioso, os pais se aproximaram da criança e perceberam que a pequeno garotinho estava morto.

Mesmo em choque, a família busca compartilhar o caso, explicando o que é a asfixia posicional, e assim, tenta alertar as famílias sobre o perigo de deixar a criança dormindo na cadeirinha de passeios usadas em carros.

Os médicos explicam que as crianças pequenas ainda não possuem força suficiente para manter o próprio corpo firme, pois ainda estão com a estrutura corporal frágil e delicada, por isso, não são capazes de controlar seus próprios movimentos. Quando posicionamos o bebê na cadeirinha, ele acaba deixando o seu corpo flexionado, mandando a cabeça para frente, deixando o seu corpinho em formato de “C”. Essa posição acaba espremendo toda a parte do tórax, fazendo com que ele respire com muita dificuldade, levando à morte.

Publicidade

O indicado é que você fique atenta quando seu bebê está sentado ou deitado na cadeirinha do carro, e não ultrapasse o tempo até uma hora nessa mesma posição, ou, quando se está realizando uma viagem longa, é necessário fazer pequenas paradas para que o bebê seja retirado da cadeirinha para respirar e descansar o corpo.

Os cuidados são básicos e essenciais. Basta você manter a criança posicionada no “bebê conforto”, com a cabecinha sempre ereta e com os ombros presos ao cinto de segurança. Esses são os cuidados necessários para que não aconteça o “tombamento”, evitando uma possível asfixia.

Quando a criança já tem mais controle sobre o próprio corpo, os riscos diminuem, desde que você coloque-o de forma correta. Por isso, devemos evitar que a criança durma na cadeirinha do carro, o ideal é deixá-lo dormindo no seu berço, com a barriguinha para cima, essa é a forma ideal e que oferece mais segurança para o seu filho. #Dicas