O caso foi registrado na cidade de Salisbury, nos Estados Unidos. De acordo com informações do jornal ''The Daily Times'', o caso foi registrado no início de setembro, mas só foi reportado agora. Na ocasião, os médicos responsáveis pelo caso acabaram confirmando que o paciente identificado como Michael Funk, acabou falecendo devido a uma infecção causada pela bactéria Víbrio vulnificus, muito semelhante à da cólera.

Segundo informações, Funk estava acompanhado pela esposa quando, de uma hora para outra, ficou gravemente doente, devido a um ferimento na perna. Na ocasião, o homem precisou ser levado para o hospital em Baltimore, onde teve a perna amputada devido à gravidade da lesão.

Publicidade
Publicidade

Como consequência, o homem acabou falecendo quatro dias depois do ocorrido. De acordo com especialistas, a bactéria Víbrio vulnificus se desenvolve em água quente e salgada. Por ano, são registrados mais de 85 mil casos relacionados a V. vulnificus. Na maioria das vezes, esses ataques não são tão graves como o registrado em Funk.

Há casos registrados onde as pessoas contraíram a bactéria ingerindo alimentos contaminados, que acabam resultando em uma infecção alimentar leve. Casos de infecção alimentar como os registrados em Funk são considerados muito graves, pois, na maioria das vezes, a bactéria acaba desintegrando a carne dos pacientes devido a uma necrose que ocorre sobre a pele e os músculos em torno da lesão.

Em alguns casos, a bactéria pode entrar na corrente sanguínea onde acaba causando em uma infecção generalizada, que acaba se espalhando por todo o organismo.

Publicidade

Segundo o Centro de Prevenção de Doenças, 10% dos casos são considerados fatais. Também há outras infecções causadas por bactérias, mas, segundo informações, estas não são agressivas como a V. vulnificus. Grande parte das infecções são transmitidas pela Víbrio parahaemolyticus. Ainda, segundo informações do jornal The Daily Times, o estado de Maryland tem registrado com frequência casos de V.vulnificus. Em 2013, foram registrados 57 casos de pessoas afetadas pela bactéria. A maioria dos casos ocorre nos meses mais quentes na região que varia de maio a outubro. #Entretenimento #Curiosidades #Doença