A #Nasa divulgou imagens em alta resolução do local de impacto da sonda Schiaparelli. No último dia 20 de outubro, a sonda construída em parceria com a #ESA (Agência Espacial Europeia) e a Roscosmos (Agência Espacial Russa) tentou fazer um pouso controlado na superfície de Marte. No entanto, uma falha de software fez a sonda se desprender do paraquedas prematuramente e os retrofoguetes funcionaram por menos tempo que o programado. Como resultado, a sonda caiu em queda livre de uma altura de 2 a 4 km de altura, tocando o solo com uma velocidade superior a 300 km/h. Acredita-se que a sonda explodiu no impacto por ainda ter combustível em seus tanques.

Publicidade
Publicidade

Para fotografar o local do pouso, a NASA utilizou a sonda Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), que possui câmeras de alta resolução com capacidade para fotografar objetos de até 1 metro sobre a superfície marciana. Na imagem divulgada, podemos ver manchas brilhantes que estão sendo associadas à fragmentos da Schiaparelli ejetados durante a explosão do módulo.

Não foi dessa vez

Não é a primeira vez que a ESA tenta pousar uma sonda no planeta vermelho. Em 2003, a sonda Beagle 2 conseguiu pousar em Marte, porém uma falha impediu o ativamento dos painéis solares, impossibilitando o funcionamento da antena de rádio.

A principal missão da Schiaparelli era testar justamente o sistema de pouso para a ambiciosa missão ExoMars 2020. A missão tem o objetivo de pousar em 2020 um jipe robô para procurar sinais de vida na superfície marciana.

Publicidade

Até o momento, a NASA é a única agência espacial que conseguiu pousar sondas com sucesso na superfície marciana.

TGO

Nem tudo é fracasso. Enquanto a Schiaparelli fazia sua tentativa de pouso, entrava em órbita de Marte a sonda Trace Gas Orbiter (TGO). A Schiaparelli e a TGO viajaram juntas até o planeta vermelho, separando-se alguns dias antes do fracassado pouso da Schiaparelli.

O principal objetivo da TGO é analisar o metano e outros gases da atmosfera do planeta e determinar se eles são indicativos da presença de vida em Marte.

Acompanhe abaixo animação de como ocorreria o pouso da Schiaparelli.

#Roscosmos