A Agência Espacial Norte Americana (NASA) lança hoje, 17 de novembro, às 18h20 no horário de Brasília, um foguete que levará a nova tripulação da #ISS (Estação Espacial Internacional) ao espaço. O lançamento de #Expedition 50/51, que acontecerá no Cazaquistão, poderá ser acompanhado ao vivo pelo site da agência.

Os astronautas Peggy Whitson (#Nasa, dos EUA), Oleg Novitskiy (agência espacial Roscosmos, da Rússia) e Thomas Pesquet (agência espacial ESA, da Europa) viajarão por dois dias até aportarem no módulo Rassvet da estação, por volta das 20h de Brasília, do dia 19 de novembro. Lá, esperarão mais cerca de três horas, até que as escotilhas entre a nave e a ISS se abram.

Publicidade
Publicidade

Os novos tripulantes serão recebidos pelo comandante da Expedition 50 Shane Kimbrough (NASA, EUA) e pelos cosmonautas russos Sergey Ryzhikov (Roscosmos) e Andrey Borisenko (Roscosmos), que já estão na estação desde outubro. Todo o processo de chegada e desembarque também poderá ser assistido online. A abertura das escotilhas e a celebração de boas vindas aos novatos estão previstas para as 21h45, no horário de Brasília, do dia 19 de novembro.

A tripulação renovada da ISS, aliada a seus antigos passageiros, ficará para uma missão de seis meses na estação, durante os quais, deverá realizar centenas de estudos em áreas como Biologia e Biotecnologia, estudos físicos e estudos da Terra, no único laboratório capaz de fazer testes em condições reais de microgravidade ao qual a humanidade tem acesso.

Publicidade

Durante esse tempo, a International Space Station ficará sob o comando de Peggy Whitson (NASA), a primeira mulher a assumir o posto duas vezes na história. A primeira vez aconteceu em 2007, quandos tornou-se, então, a primeira mulher a assumir a posição. A astronauta tem em seu currículo um diploma avançado em bioquímica e amplo desenvolvimento de pesquisas em Medicina para a NASA, até sua seleção como astronauta em 1997.

A Estação Espacial Internacional (ISS) é um laboratório espacial que começou a ser construído na órbita da Terra em 1998, tendo sido oficialmente terminada em 2011.