As expressivas dores menstruais, também conhecidas como cólicas, são situações enfrentadas pela maioria das mulheres mês após mês. Geralmente as cólicas não tão terríveis é uma indicação que o corpo está reiniciando outro ciclo menstrual de caráter saudável. No entanto, é bom ter conhecimento do que está havendo exatamente com seu organismo.

Dores menstruais

Na maioria das vezes, as cólicas não são tão severas. Porém, pode acontecer de algumas vezes a dor ser bastante expressiva. Para algumas mulheres, o incomodo surgi como pontadas horríveis que chegam a provocar inquietação, ou até mesmo dores que atinge toda a extensão da barriga e em alguns casos a região lombar.

Publicidade
Publicidade

Há relatos de algumas mulheres que sentem sintomas como: náusea, tontura, vômito e até diarreia. O grau mais agudo da dor menstrual é denominado como dismenorreia.

Há dois tipos de cólicas menstruais, a primária e secundária.

Dismenorreia primária

Esse nome é dado às cólicas mais comuns, aquelas que são originadas pelo ciclo menstrual. Essa não é classificada como doença. A dor poderá ser sentida mais forte ou de menos intensidade na parte baixa do abdômen, costas e coxas. Inicia-se antes da menstruação, e geralmente tem a duração entre 12 a 72 horas. Esse tipo de cólica, dismenorreia atinge normalmente mulheres jovens. Geralmente as dores não são tão severas em adultas de idade superior a 20 anos e também após a gravidez.

Dismenorreia secundária

Esse segundo tipo de cólica é frequentemente originado por uma disfunção dos órgãos reprodutores.

Publicidade

Em alguns casos essas condições estão associadas a endometriose, cistos, fibrose ou a alguma infecção. Entretanto, o incomodo nesse período também pode ser originado pelo uso de instrumento intrauterino (DIU), que serve como contraceptivo. Normalmente a dor inicia logo no começo do ciclo menstrual e tem uma duração maior que a dismenorreia primária. #Medicina #Saúde #Mulher

Conheça 5 dicas para aliviar as cólicas menstruais

  • Faça exercício: a prática de atividade física auxilia no relaxamento dos músculos e alivia a dor.
  • Faça massagem: movimentos circulares na parte inferior do abdômen ajudarão no relaxamento dos músculos.
  • Medicação em casa: Se for possível, tome um analgésico de venda livre para ajudar na diminuição das dores.
  • Suplementação: as vitaminas B1 ou suplementos de magnésio também podem auxiliar na diminuição das dores menstruais, assim como os demais sintomas menstruais.
  • Água na região da dor: tome banhos quentes a fim de se manter aquecida. Faça uso de bolsa térmica na parte inferior da barriga ou se preferir nas costas.