Você já deve ter tido alguma dessas manchinhas, que aparecem de repente nas unhas. Diferentemente da lenda que diz, de que essas manchas brancas aparece em #unhas de pessoas que gostam de contar mentiras, elas são, na verdade, uma doença chamada leuconíquea. Mas não há razão pra se preocupar, uma vez que elas são inofensivas. Essas manchas aparecem se houver algum traumatismo ou um processo inflamatório na matriz da unha, ou quando esquecemos de tirar o esmalte e ele fica por muito tempo em nossas unhas, provocando o surgimento dessas manchas, fazendo com que a queratinização aconteça de maneira anormal. 

O médico Pablo Unamuno, chefe da equipe de dermatologia do Hospital Clínico de Salamanca,  elucidou que “a unha cresce um milímetro a cada dez dias, assim, quando observamos uma destas manchas na metade da unha, significa que a lesão ocorreu 2 ou 3 meses antes”.

Publicidade
Publicidade

Nós achamos que essas manchas ocorrem de repente, justamente porque elas demoram para aparecer. Os traumas nas unhas podem ocorrer quando realizamos atividades corriqueiras no nosso dia a dia, como fazer as unhas com uma manicure que trabalhe muito agressivamente, morder e roer as unhas, tirar cutícula de forma errada, qualquer um desses eventos pode traumatizar a matriz da unha. 

Infelizmente ainda não existe nenhum tratamento para a leuconíquia, a única solução é esperar um tempo, para que a unha cresça e seja possível cortar a parte que contém a mancha branca. Porém, o tempo de espera é longo, já que as unhas da mão irão levar em média três meses para crescer ao ponto que seja possível cortar para que a mancha desapareça, e cerca de um ano, se a mancha ocorrer nas unhas dos pés. Outra alternativa, muito mais rápida, para esconder a mancha é aplicar um esmalte de cor mais escura. Se você possui apenas uma ou algumas manchas brancas não há razão para se preocupar.

Publicidade

Mas se essas manchas forem grandes e atravessarem a unha é melhor procurar um médico dermatologista, pois é possível que tenha acontecido um dano mais sério na região. #Saúde