De acordo com o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado no começo do ano de 2016, a Bahia está entre os estados com maior número de casos de microcefalia do Brasil, ocupando o 3º lugar. O estado registrou 533 ocorrências.

Infelizmente nos últimos dois anos, vimos o número de casos de bebês com microcefalia crescer absurdamente. Assim que a crescente incidência foi notada, começou uma corrida contra o tempo para entender o que estava acontecendo e descobrir formas assertivas para barrar essa "epidemia" e, consequentemente, evitar que novos casos acontecessem.

Para o Ministério da Saúde, a relação entre o vírus Zika e a microcefalia se confirmou a partir de exames realizados pelo Instituto Evandro Chagas de Belém (PA), em um bebê nascido no Ceará com microcefalia e outras malformações congênitas.

Publicidade
Publicidade

O exame revelou a presença do vírus Zika em amostras de sangue e tecidos, vale frisar que essa é uma descoberta inédita no âmbito mundial referente à pesquisa científica sobre as possíveis causas do nascimento de bebês com microcefalia.

A microcefalia é uma malformação congênita onde o tamanho do crânio é menor do que a média e o cérebro não se desenvolve de maneira adequada.

Os cuidados básicos para evitar que as mulheres grávidas contraiam a doença é impedir que elas sejam picadas pelo mosquito transmissor, então, é importante que todas as gestantes sigam as seguintes dicas:

  • Usar repelente todos os dias.
  • Colocar telas nas portas e janelas de casa.
  • Sair de casa usando calças e blusas de manga comprida.

Mas fica evidente que se trata de ações apenas paliativas, já que o ideal é acabar de vez com o mosquito, impedindo assim que ele continue sendo transmissor do Zika e de outras doenças como Dengue e Chikungunya.

Publicidade

É de extrema importância a colaboração do povo nordestino no combate ao mosquito. Veja as principais ações que você pode começar a fazer desde já:

LIXO

  • Coloque o lixo em sacos plásticos bem fechados e longe do alcance de animais que possam rasgá-los.
  • Jogue no lixo todo objeto que possa acumular água, mantendo-os bem fechados em sacos plásticos.

PLANTAS E JARDINS

  • Encha os pratos dos vasos de areia.
  • Se não colocou areia e o prato acumulou água, lave-os com água, escova e sabão uma vez por semana.
  • Se tiver vasos com plantas aquáticas, troque a água e lave o vaso com escova e sabão, pelo menos uma vez por semana.

CAIXAS D´ÁGUA, LAJES e RESERVATÓRIOS

  • Não deixe água de chuva acumulada sobre as lajes.
  • Remova folhas e galhos que possam impedir o escoamento da água pelas calhas.
  • Mantenha as caixas d´águas fechadas com tampas adequadas, evitando deixar qualquer espaço por onde o mosquito possa acessar a água e depositar seus ovos.
  • Da mesma forma, mantenha tonéis e barris d´água devidamente fechados.
  • Lave, frequentemente, com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água, assim como jarras, baldes e bacias.

#combate ao Aedes #todos contra o mosquito Zika Vírus #Zika Vírus