Pode até parecer que a mania de balançar as pernas é algo sem importância, mas ela pode indicar uma doença. Balançar as pernas, às vezes, incomoda quem balança, às vezes, a pessoa nem percebe, mas a mania incomoda principalmente as pessoas que convivem com aquelas que vivem balançando as pernas. Pois saiba que, algumas vezes, essa mania podia indicar uma doença, a Síndrome das Pernas Inquietas, também chamada de Síndrome de Ekbom.

A Síndrome das Pernas Inquietas é uma desordem neurológica, onde a pessoa sente uma vontade incontrolável de mexer as pernas e as mexe involuntariamente. O mover inquietante das pernas da Síndrome ocorre, principalmente, à noite, quando a pessoa está sentada, ou até mesmo dormindo.

Publicidade
Publicidade

Vários médicos não dão a devida atenção ao paciente e não investigam o que possa estar causando o balançar incessante das pernas, muitas vezes, dão apenas o diagnóstico de stress, ansiedade ou simplesmente uma mania.

As causas da síndrome são pouco conhecidas, mas sabe-se que estão ligadas à ausência de dopamina no cérebro, o que torna o paciente incapaz de controlar o movimento das pernas, também está ligada à deficiência de ferro, e ocorre em pessoas que apresentam um quadro de anemia. A doença é um distúrbio psiquiátrico e pode ainda estar relacionada à bipolaridade e depressão. Porém, na maioria das vezes, a síndrome está relacionada a distúrbios do sono e neurológicos. Ela ocorre com mais frequência em mulheres grávidas, idosos e pessoas com mais de 50 anos que sofrem distúrbios do sono, estresse e depressão.

Publicidade

Mas não precisa ficar preocupado, nem sempre a mania de balançar as pernas indica um quadro de Síndrome das Pernas Inquietas. Tome cuidado se, antes de mexer as pernas, sentir uma sensação de formigamento e leve dor, pois esses sintomas indicam um possível quadro da síndrome. O movimento de mexer as pernas está ligado a tais sensações, com o passar do tempo, a reação se torna automática como uma forma de aliviar o corpo das sensações desagradáveis de formigamento e dor. #bemestar #informcao #Saúde