Sentir aquele friozinho na barriga na véspera de uma reunião ou evento importante, como uma prova ou entrevista de emprego, é normal. Se sentir triste com a perda de alguém querido ou com um plano que não deu certo também. Mas o problema está, segundo especialista, quando os sintomas aparecem sem motivos aparente e impedem de fazer atividades do dia a dia. Médicos afirmam que cada vez mais jovens e adolescentes estão se tornando ansiosos e depressivos.

Medo, inquietação, irritabilidade, taquicardia, falta de ar e aumento de pressão são sinais de #Ansiedade patológica. Hoje, a ansiedade é colocada como a #Doença do século, devido à nossa falta de tempo e o uso excessivo de tecnologia, que causam isolamento social e ansiedade.

Publicidade
Publicidade

A ansiedade atinge quatro em cada 10 brasileiros, já a #depressão, segundo especialistas, até o ano de 2020 deve passar a ser a segunda maior causa de incapacidade na população mundial.

Juntas, a ansiedade e a depressão somam mais de 25 milhões de casos no país. A sociedade busca hoje muito o prazer, e os jovens, principalmente, sempre vão em busca do que não causa desconforto. O que acontece é que a maior parte das pessoas não está sabendo lidar com as frustrações e, somado às mudanças e pressões naturais, estão ficando cada vez mais ansiosos.

Os principais sintomas que a depressão produz são:

- Estado de imensa tristeza

- Ausência de alegria em qualquer atividade

- Perda ou ganho de apetite e peso

- Alterações no sono

- Lentidão ou agitação

- Fadiga ou perda de energia

- Sentimentos negativos para consigo mesmo

- Sentimento de culpa

- Limitação da capacidade mental

- Ideias ou intenções de suicídio

A depressão tem causas variadas, mas na fase da adolescência e juventude há muitas mudanças, pressão da sociedade e família, que podem contribuir para o surgimento de crises.

Publicidade

O jovem está em uma fase de vulnerabilidade, formação de personalidade e algumas pressões, por isso, é importante a escola e a família ficarem atentas e prepararem os filhos para as frustrações.

Aprenda como prevenir a depressão:

- Busque suficiente apoio social

- Mantenha vida ativa

- Pense corretamente

- Olhe para o passado com prudência

- Pense sempre positivo