De acordo com um estudo realizado pela Universidade College London, da Inglaterra, pessoas que ‘acabam perdendo o horário’ e passam da hora de se levantar da cama são mais inteligentes do que aquelas que se levantam no primeiro toque do despertador. Para chegar a essa curiosa conclusão, os psicólogos Satoshi Kanazawa e Kaja Perina realizaram pesquisas durante muito tempo em mais de 20 mil pessoas.

Segundo eles, o resultado desse estudo revelou que pessoas que têm o hábito de não se levantarem no horário marcado para o dia seguinte revelam uma característica primitiva de criatividade e inteligência diferenciada das outras pessoas.

Publicidade
Publicidade

Para embasar a pesquisa, os estudiosos explicaram que quase todas as espécies vivas no Planeta Terra, inclusive os próprios seres humanos, vivem de acordo com um ciclo diário denominado “ritmo circadiano”. Esse processo é o que determina o intervalo de 24 horas com base na temperatura, na luz solar, no vento e também nas marés.

No entanto, somente os seres humanos conseguem decidir em que momento do dia querem #Dormir ou #Acordar. E isso, para os estudiosos, revela a potencial inteligência a mais que o restante dos seres vivos.

O estudo contou com a participação de mais de vinte mil jovens americanos e concluiu, também, que as pessoas que iam tarde para a cama durante a semana e finais de semana e acordavam atrasadas no dia seguinte, apresentaram um QI notadamente mais elevado do que os outros jovens que participaram da mesma pesquisa e não faziam parte desse cotidiano.

Publicidade

Os pesquisadores concluem que os participantes que não seguiam a risca o “ritmo circadiano” são pessoas capazes de criar mais e desenvolver atividades cotidianas com mais inteligência e perspicácia, simplesmente pelo fato de que essas pessoas não se adequaram ao padrão normal do restante dos seres vivos.

Além disso, de acordo com os pesquisadores que fizeram essa descoberta, pessoas que não conseguem acordar no horário marcado conseguem resolver problemas com mais facilidade e não se complicam no trabalho, nos estudos ou até mesmo no aconchego do próprio lar. #Sono