O ano de 2017 começou trazendo novidades na área da #Saúde. Agora, além das adolescentes, os meninos de 12 e 13 anos também deverão ser vacinados contra o HPV. A novidade foi anunciada pelo Ministério da Saúde em outubro do ano passado, e as doses estão sendo disponibilizadas em todos os postos de saúde desde a última segunda-feira (2). O Brasil é o sétimo país do mundo a incluir essa vacina no Calendário do Programa Nacional de Imunização.

Chamado de papilomavírus humano, o HPV é o causador de algumas doenças perigosas paras as mulheres, entre elas o câncer de colo do útero. O vírus é transmitido nas relações sexuais, por meio do contato direto com a pele ou mucosas infectadas, o que motivou a imunização do público masculino.

Publicidade
Publicidade

A finalidade é diminuir a circulação do vírus na população, mas os homens também serão beneficiados. Neles, a mesma vacina previne contra os cânceres de pênis, ânus e garganta.

Para meninos e meninas, a vacina deve ser tomada na adolescência, antes do início da vida sexual. Desde 2014, as adolescentes de 9 a 13 anos podem receber as duas doses em qualquer posto de saúde. No caso dos meninos, apenas os jovens de 12 e 13 anos devem ser imunizados nesta primeira fase. De acordo com o Ministério da Saúde, a faixa etária será ampliada aos poucos, para compreender os adolescentes de 9 a 13 anos até 2020.

A meta é que mais de 3,6 milhões de meninos sejam imunizados este ano. Para isso, a pasta destinou R$ 288,4 milhões para a produção da vacina, realizada pelo Instituto Butantan, na capital paulista.

Publicidade

A vacinação contra o HPV também é estendida aos meninos nos Estados Unidos, Austrália, Áustria, Israel, Porto Rico e Panamá. No Brasil, a medida segue a recomendação da Sociedade Brasileira de Imunizações e da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Novidades

Outras duas novidades relacionadas à imunização contra o HPV também foram divulgadas nesta semana. Para as meninas, a faixa etária abrangida pela vacina aumentou. As adolescentes de 14 anos que não foram imunizadas também podem procurar os postos de saúde para receber as duas doses.

Já para os meninos, além dos adolescentes, crianças e jovens de 9 a 26 anos que possuem o vírus HIV também devem ser vacinados sob prescrição médica. O primeiro grupo receberá duas doses, enquanto o segundo receberá três doses. #VacinaContraHPV