Compare seu corpo a uma máquina! Agora imagine: quando a máquina não funciona bem, ela normalmente faz rangidos, começa a operar com falhas até que, depois disso, para de vez. Seu corpo é igual. Ele é muito generoso, pois via de regra ele te avisa do mal funcionamento e só depois vem o pior. Especialistas dizem que cerca de 30 dias antes de você ter um #Infarto, seu corpo te avisa e faz com que você tente evitá-lo. Entretanto, os sintomas normalmente são ignorados e nós definitivamente sofremos as consequências da pior maneira. Às vezes pagamos com a vida.

Especialistas em cardiologia do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) elencaram, baseados em uma pesquisa internacional da revista "HEART", seis sintomas de alerta para o que eles denominam de "pré-infarto".

Publicidade
Publicidade

Ainda alertam que cinco condições devem ser peremptoriamente evitadas ou controladas: diabetes, obesidade (ou sobrepeso), alimentação rica em açúcares ou gordura, sedentarismo e excesso de álcool.

Pelos dados do Ministério da Saúde cerca de 400 mil pessoas no Brasil sofrem #ataque cardíaco, que resultam em cerca de 70 mil mortes por ano (quase 1 em cada 5 vítimas morre).

A identificação do "pré-infarto" é possível e também é possível evitar o pior. Fique atento aos avisos do seu corpo. Mas vale sempre a advertência, procure um médico se identificar que algo não anda bem. Essa é a única solução. Auto-medicação não é alternativa.

1. Fadiga

Nesse caso seria o cansaço mesmo sem motivação aparente. O que acontece no corpo é a vasoconstrição das artérias (estreitamento) que impede o coração de receber o sangue adequado e ele passa a operar em "sobrecarga".

Publicidade

Isso causa o sintoma de fadiga e sonolência.

2. Falta de ar

Como há falta de sangue pela constrição do sistema vascular, o transporte de oxigênio é prejudicado e a má oxigenação é um círculo vicioso que exige dos pulmões cada vez mais ar para suprir a falta. Isso te causa a falta de fôlego. Isso realmente preocupa quando você, mesmo sem motivo aparente, se depara sem ar. Procure um médico!

3. Fraqueza

Novamente o motivador é a falta de sangue no sistema circulatório. Os músculos passam a não estar mais suficientemente nutridos e isso causa a falta de disposição muscular para fazer atividades cotidianas, como caminhar de um ponto ao outro. Em casos mais graves pode ocasionar inclusive quedas.

4. Ficar tonto e suar frio

A falta de oxigênio no cérebro te deixa atordoado, com possibilidade real de ter tontura ao longo do dia, mesmo que esteja bem alimentado. Você pode se sentir desastrado, e a má coordenação motora é um sintoma também. Suar frio é uma forma do corpo compensar esse desequilíbrio.

Publicidade

Então fique atento.

5. Pressão no lado esquerdo do peito

Esse é um dos últimos sintomas a aparecer e já pode resultar num princípio do ataque cardíaco. As dores, no caso de diagnóstico de pré-infarto, só aumentam, até que a sobrecarga é tão violenta que o coração não responde mais de maneira satisfatória.

6. Apresentar sintomas de gripe

Esse sintoma não é unânime, mas há muitos relatos de pacientes que antes de sofrerem infartos indicaram ter, mesmo sem estar gripados, dor de cabeça, coriza e alguma febre. Vale o alerta.

Por fim, os médicos indicam evitar sempre elementos externos como excesso de álcool, açúcares e gorduras na alimentação, bem como evitar o sedentarismo como forma de profilaxia da doença. Entretanto, caso você ou alguém próximo se identifique com os sintomas, procure imediatamente ajuda médica, pois você pode evitar o pior. #pré infarto