A cronologia de erupção dos dentes decíduos é um assunto que, por vezes, pode trazer muita preocupação para os pais. Principalmente nos casos em que o bebê já nasce com dente. De um modo geral, o nascimento dos dentes decíduos ocorre entre os meses 6 e 30. É importante ressaltar que isso não quer dizer que um bebê aos quatro meses com dente e outro aos 12 meses sem nenhum apresentem algum tipo de problema. Eles apenas fazem parte da variação da normalidade.

Já os bebês que possuem dente ao nascimento ou com menos de um mês de vida requerem uma maior atenção dos pais. Esses dentes precoces são chamados, respectivamente, dentes natais e neonatais.

Publicidade
Publicidade

Outras denominações tem sido empregadas como dentes congênitos, fetais e pré-decíduos.

Cuidados que devem ser tomados

A ocorrência de dentes natais e neonatais é relativamente rara, mais comum no sexo feminino e acomete principalmente os dentes inferiores. A etiologia ainda permanece indefinida. Em um primeiro momento, sua presença pode causar desconforto para a mãe durante a amamentação e para o bebê quando causa lesão na língua. Então, com a orientação de um Odontopediatra, será discutida a possibilidade de arredondamento das bordas dessa unidade e a permanência ou não de acordo com o grau de maturidade do dente.

Fatores de risco e tratamento

A extração é indicada quando os dentes natais e neonatais são supranumerários (ultrapassam o número normal de dentes) ou quando são imaturos (apresentam mobilidade).

Publicidade

Dentes com mobilidade correm o risco de serem deglutidos pelo bebê e, mais grave ainda, serem aspirados. De um modo geral, esses dentes costumam ser maduros (sem mobilidade) não havendo necessidade de extração. O tratamento restringe-se ao arredondamento das bordas dos dente com lixas ou canetas de alta rotação. Com esses simples procedimentos o Odontopediatra consegue evitar o surgimento de lesões tanto na mãe quanto no bebê.

De acordo com o exposto, pode-se afirmar que quando os pais procuram o Odontopediatra para avaliar os dentes natais e neonatais, eles deixam de apresentar riscos à #Saúde da mãe e do bebê. A orientação de um profissional capacitado é fundamental, principalmente, em casos que fogem à normalidade. Apenas ele é capaz de indicar a melhor conduta a ser realizada. #dentesnataiseneonatais #odontopediatria