Um relatório conjunto da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), que é uma agência especializada do sistema ONU (Organização das Nações Unidas) com a OMS (Organização Mundial de #Saúde), indicou que 58% da população da América Latina tem sobrepeso e 23% sofre de obesidade.

Esse é um problema que vem mais e mais alarmando a população e a comunidade médica e científica do mundo.

Muitas são as fórmulas e dietas oferecidas na atualidade, mas a maioria delas oferece risco à saúde. O que acontece na maioria delas também é o efeito sanfona (engordar depois de ter emagrecido).

Como então emagrecer e não voltar a engordar?

É possível?

Uma pesquisa divulgada em Colorado Springs, nos Estados Unidos, no encontro da Associação Americana de Nutrição, Atividade Física e Metabolismo, afirma que sim.

Publicidade
Publicidade

Tânia Collino, nutricionista clínica funcional, de São Paulo, dá as seguintes dicas para colocar a dieta em prática e não readquirir os quilos eliminados.

1. Faça uma dieta saudável

Somente uma pessoa bem nutrida consegue emagrecer e manter o peso. Isso implica em consumir, diariamente:

De 5 a 9 porções de alimentos energéticos por dia (massas, pães e cereais – de preferência integrais);

Alimentos construtores (3 porções de laticínios, 1 ou 2 de carne e ovos e 1 de leguminosas).

Alimentos reguladores (de 3 a 5 frutas e 4 ou 5 porções de hortaliças).

2. Mude seu estilo de vida

A atividade física é essencial para quem quer perder peso e mantê-lo. Não é fácil começar, não existe mágica e é preciso “suar a camisa”. Procure escolher atividades que você gosta. Com o passar do tempo e a rotina tiver instalada, você passará a sentir prazer na atividade física.

Publicidade

Adapte as mudanças no seu dia a dia para obter êxito.

3. Reduza a quantidade de calorias ingeridas

Não é necessário reduzir drasticamente. Basta reduzir 100 calorias por dia que, com o passar do tempo, você verá os resultados. A redução de calorias na alimentação, somadas às calorias perdidas durante a atividade física, serão suficiente para uma perda de peso em longo prazo.

4. Faça um diário

É importante anotar todos os dias o que você comeu e quais exercícios fez. Quando se anota, é mais fácil controlar a alimentação e exercícios e ter certeza de quando se cometeu um deslize. Não pule refeições, então, deixe nas suas anotações todas as refeições necessárias durante o dia e o que você consumiu, sem omitir nada.

Algumas pessoas fazem um blog, outras preferem anotar na mão. O importante é escrever absolutamente tudo o que ingerir.

5. Coloque metas pequenas

Toda perda de peso deve ser celebrada. Isso motivará a continuar no caminho da dieta. Não coloque metas muito altas que lhe impeçam de cumprir.

Publicidade

Prefira estabelecer metas possíveis de se alcançar, por exemplo, cerca de 500 gramas semanais. A OMS recomenda uma meta de, no máximo, 600 gramas semanais.

6. Peça que a família e amigos o apoiem

Para que você não se boicote em festas, happy hour com amigos, peça que eles ajudem, para que não insistam para que coma ou beba o que não podem e substitua alguns aperitivos em momentos como esse por uma versão menos calórica. Quem quer ver o seu bem, certamente vai ajudá-lo a alcançar suas metas, ao invés de insistir no que vai lhe desviar delas.

7. Tenha em mente os reais motivos para o emagrecimento

Sua real motivação é saber exatamente o por quê está modificando seus hábitos de vida no processo da perda de peso.

Além dos benefícios físicos (regular a pressão arterial, diminuir os riscos de diabete, derrame ou doenças cardiovasculares), você melhorará sua autoestima. #Corpo #Beleza