Todos os anos, uma #Doença misteriosa atinge as crianças mais pobres que vivem na cidade de Muzzafarpur, na Índia. Centenas delas são internadas em meados de maio, atingindo um pico em junho, com convulsões e inchaços no cérebro logo após de acordarem durante a noite gritando. Daqueles que sofreram da doença, cerca de metade morre de forma trágica.

Agora os pesquisadores identificaram a causa desta doença angustiante, é devido ao fato de consumir grandes quantidades de lichia com o estômago vazio. Muzzafarpur é a maior região de cultivo de lichia da Índia, e os médicos descobriram que a doença coincidiu em todos os anos com a época de colheita do fruto, afetando principalmente ao quadro socioeconômico mais pobre do país.

Publicidade
Publicidade

O que causa a doença?

Eles suspeitam que as crianças mais pobres, que podem não ter comido naquele dia, estão comendo os frutos caídos dos pomares sem perceber que poderia ter consequências fatais. Lichias podem produzir uma grande quantidade de uma toxina chamada hipoglicina que impede o corpo de sintetizar a glicose. Isso leva a níveis de açúcar no sangue perigosamente baixos, famosamente conhecida como hipoglicemia. Isso causou falta de apetite, exacerbando a doença e, eventualmente, levando-os a ter convulsões e perderem a consciência.

Com tantas crianças morrendo, uma investigação foi lançada pelos Centros de Controle de Doenças dos EUA e do Centro Nacional de Controle de Doenças, na Índia, com seus resultados publicados esta semana no 'The Lancet'. Ele se assemelha muito a uma situação semelhante que se desenvolveu no Caribe, em que as crianças também estavam sofrendo convulsões e com inchaços no cérebro.

Publicidade

Casos semelhantes

Nesses casos, no entanto, o problema veio de outro fruto, o akee, da mesma família do guaraná. Assim como a lichia, quando consumido diretamente do pé os frutos têm níveis maciços da mesma toxina, a hipoglicina. Acontece que a concentração da toxina encontrada na carne do fruto só diminui quando o mesmo está em plena maturação, algo que agora é ensinado às crianças da região.

Após a descoberta da causa da doença na Índia, funcionários de #Saúde têm dito aos pais para se certificar de que seus filhos tenham refeições completas à noite, e para restringir o número de lechias que comem. Desde que isso entrou em vigor, o número de casos foi dramaticamente reduzido de centenas por ano para apenas 50. #2017