Cercada de mitos, que acabam dificultando o #Tratamento, os sintomas da febre assustam muita gente.

Quem nunca ouviu que é necessário usar bastante agasalho, porque só quando o corpo suar, a febre vai embora? Ou ainda, que a melhor forma de acabar com a febre é uma ducha bem gelada?

Mas afinal de contas, o que causa a febre? Quando devemos procurar um pronto-socorro? E que fazer em caso de convulsão?

São muitas dúvidas em torno de um sintoma relativamente comum, mas que muitas pessoas ainda tratam de forma errada.

Confira, a seguir, as respostas dos especialistas, sobre as questões que mais atormentam os adultos e tiram o sono dos pais com crianças pequenas:

O que é a febre?

É o aumento da temperatura do nosso corpo.

Publicidade
Publicidade

Ela funciona como um indicador do nosso organismo, sinalizando algum ataque de agentes infecciosos ou infecção já existente. Portanto, é importante procurar auxílio médico e evitar maiores problemas de #Saúde.

Quando devo usar remédios contra a febre?

O uso de medicamentos é indicado para a temperatura corporal acima de 37,8°. Tanto adulto, quanto crianças.

Qual o jeito certo para medir a temperatura?

Medir com o termômetro (digital ou de mercúrio) embaixo das axilas é o método mais eficaz

Quando devo ir para o pronto-socorro?

Quando a febre persistir por mais de 3 dias (mesmo após tomar o antitérmico recomendado pelo seu médico e seguir a dieta alimentar e o repouso indicado) e o quadro for agravado por dores de cabeça e abdominais fortes, causando dificuldade de respiração.

Posso tomar banho frio?

O recomendado é o banho morno.

Publicidade

Água fria, apenas em compressas nos locais mais quentes do corpo (Ex: testa, pés, virilha).

Precisa se agasalhar bem, para poder suar, e com isso fazer a febre baixar?

Isso é mito. Quanto mais se agasalha, mais eleva a temperatura.

Quando acontece as convulsões?

Em crianças entre 3 meses e 5 anos, tendo um maior índice entre os 18 meses e 2 anos. A convulsão febril pode ocorrer quando a temperatura vai subindo gradativamente, ficando alta (38,39 ou 40°) ou quando ela sobe de uma vez (dos 36° para os 38°, por exemplo). Isso ocorre, porque o córtex cerebral das crianças ainda estão se desenvolvendo. Ao contrário das convulsões por epilepsia, as convulsões febris não deixam sequelas neurológicas.

O que fazer quando a febre sobe no intervalo da medicação?

Evite antecipar o intervalo do remédio. A superdosagem pode causar intoxicação, principalmente em crianças. O indicado nesses casos é realizar banhos mornos e compressas de água fria. Se mesmo assim a alta temperatura não ceder, procure socorro médico. #Medicina