Você provavelmente já assistiu a uma reportagem ou comercial na TV a respeito do mosquito e das doenças que ele transmite. Já leu matérias sérias e sensacionalistas a respeito das consequências causadas pela picada do inseto contaminado por uma dessas três doenças. Já sentiu medo, ficou apreensivo e confuso sobre as doenças, seus sintomas e suas consequências. É possível até que você, alguém da sua família ou um conhecido já tenha sofrido com uma dessas doenças.

Ainda assim, grande parte da população brasileira se sente insegura e com inúmeras dúvidas quando o assunto são as doenças transmitidas pelo mosquito, levando ao diagnóstico tardio.

Publicidade
Publicidade

Essa demora no diagnóstico pode trazer graves consequências para a saúde da pessoa infectada já que, em alguns estágios mais avançados, essas doenças podem levar a óbito, principalmente nos casos das crianças, idosos e gestantes.

Infelizmente o mosquito é uma realidade em nosso país, e apesar de todos os esforços dos órgãos públicos e da população, ainda falta muito para que o povo brasileiro possa estar 100% seguro. Portanto, mais do que nunca, a informação se torna a nossa maior arma nessa guerra.

Veja abaixo quais são os sintomas e tratamento para cada doença:

#Dengue

O que é

Doença viral transmitida através da picada do mosquito Aedes aegypti.

Sintomas

  • Febre alta (39º a 40º C) e abrupta
  • Dor no corpo, nas articulações e atrás dos olhos
  • Prostração e Fraqueza
  • Náusea, vômito e perda de peso
  • Erupção e coceira na pele

A forma mais grave inclui

  • Dor abdominal intensa e contínua
  • Vômitos persistentes
  • Sangramento de mucosas, entre outros sintomas.

Tratamento

Não existe tratamento para a doença, apenas orientações e medicamentos para auxiliarem no alívio dos sintomas.

Publicidade

*A forma mais grave pode levar à morte.

Zika

O que é:

Zika é um vírus transmitido através da picada do mosquito Aedes aegypti.

Sintomas:

Cerca de 80% das pessoas infectadas pelo vírus Zika não desenvolvem manifestações clínicas.

  • Dor de cabeça e dor leve nas articulações
  • Febre baixa
  • Manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos
  • Com menor frequência, pode ocorrer: inchaço no corpo, dor de garganta, tosse e vômitos

Tratamento:

Não existe tratamento específico, então recomenda-se o uso de acetaminofeno (paracetamol) ou dipirona para o controle da febre e alívio da dor. No caso de erupções pruriginosas, os anti-histamínicos podem ser considerados.

Não é recomendado o uso de ácido acetilsalicílico (AAS) e outros anti-inflamatórios, em função do risco aumentado de complicações hemorrágicas descritas nas infecções por outros flavivírus.

*Ainda em fase de pesquisa para a confirmação definitiva, mas acredita-se que a contaminação com o vírus Zika em gestantes pode levar ao nascimento de um bebê com microcefalia.

#Chikungunya

O que é:

A Febre Chikungunya é uma doença transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus.

Sintomas:

30% das pessoas não desenvolvem os sintomas da doença e os sintomas iniciam entre 2 e 12 dias após a picada do mosquito.

Publicidade

  • Febre alta de início rápido
  • Dores intensas nas articulações dos pés e mãos; dedos, tornozelos e pulsos
  • Dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele

Boa notícia: Não é possível ter Chikungunya mais de uma vez. Depois de infectada, a pessoa fica imune pelo resto da vida.

Pode levar ao desenvolvimento de dores crônicas e artrite reacional.

Como evitar que epidemias dessas doenças aconteçam:

O verão, período com maior concentração de chuvas e sol, é a estação do ano em que os mosquitos encontram as condições ideais para se multiplicarem mais rápido, aumentando o risco de proliferação. Durante esse período, o ciclo de reprodução do mosquito é de apenas seis dias. Enquanto no inverno, chega a durar 12 dias.

O alerta é para redobrar os cuidados com os detalhes. Uma vez que, não existem vacinas e medicamentos contra as doenças, a melhor forma para evitar as epidemias é combater o mosquito através da eliminação dos criadouros nas casas, trabalho e áreas públicas.

Veja no quadro abaixo como combater o mosquito:

#Zika Vírus