Você alguma vez já parou para se perguntar quantas vezes por mês uma pessoa – homem ou mulher solteirosdesempenham o ato sexual como manifestação de amor e prazer durante 30 dias completos? A grande maioria dos indivíduos pensa que com tantas tecnologias de última geração disponíveis e a enorme quantidade de aplicativos virtuais de relacionamento existentes no mundo moderno, todo mundo está fazendo cada vez mais sexo e sem muitos limites. Todavia, de acordo com estudos dirigidos pela plataforma virtual “Voucher Codes”, do Reino Unido, os números em questão não são tão expressivos assim, causando surpresa para quem acreditava justamente no contrário.

Publicidade
Publicidade

Avalia-se que os #homens que são solteiros tenham uma média de duas relações sexuais ao longo do mês e quanto às representantes do sexo feminino, estas só praticam uma vez durante os 30 dias. Foram ouvidas no total 2.287 pessoas, todas com idade superior a 18 anos, deduzindo-se que estavam longe de ser virgens. Fica nítido que após os questionamentos, os homens saíram na frente das #mulheres, praticando em maior quantidade o #sexo, ou seja, duas vezes mais inclinados à prática em si, por outro lado, freqüência essa, muito menor do que a imaginada antes da pesquisa.

Constatou-se ainda que os rapazes são mais “gastões” do que o time feminino, quando o objetivo é poder transar, isto é, os homens gastam aproximadamente 100 libras-esterlinas, o que dá cerca de R$ 400 ao câmbio atual, a mais do que as mulheres ao longo do mês.

Publicidade

Tanto é assim, que os indivíduos do sexo masculino chegam a pagar 173 libras ou R$ 714 em apetrechos para seduzir a outra pessoa. Enquanto que o investimento das mulheres com o mesmo intento é de aproximadamente 65 libras, o que dá o valor de R$ 268.

Os objetos principais constantes da lista de consumo com os quais as mulheres gastam para completar a arte de sedução são: peças de lingerie (24%), roupas em geral (22%), perfumes variados (19%), bebida de teor alcoólico (12%) e os famosos brinquedos eróticos (9%). Os homens, por sua vez, investem mais em bebidas alcoólicas (24%), levam a outra pessoa para comer fora (19%), exercícios na academia (16%), preservativos sexuais (13%) e roupas (9%).