Por mais que várias campanhas governamentais e de ações comunitárias possam parecer eficientes contra insetos nocivos à #Saúde humana, nunca é demais os alertas que se possa dar a uma comunidade. Informações dos riscos à saúde definitivamente nunca serão excessivas. Afinal, quanto maior for a #prevenção, menores são as chances de #Doenças causadas por insetos se proliferarem entre as pessoas.

No Brasil, um dos insetos mais "famosos", por assim dizer, é o mosquito transmissor da dengue, o aedes aegypti, que além de transmitir a dengue, também é o responsável pela transmissão de febre Chikungunya e vírus Zika. Em função disso, grande parte do tempo e dinheiro gastos pelo Ministério da Saúde é investido no combate e prevenção do Aedes, que se prolifera de uma forma muito grande, caso os devidos cuidados não sejam observados.

Publicidade
Publicidade

Enquanto algumas pessoas não se importam tanto no combate e prevenção de insetos que podem ser prejudiciais à saúde, outras parecem quase que obcecadas quando se trata de ser ofensivo aos mosquitos. Atuam colocando telas nas janelas, compram venenos de todos os tipos e marcas e saem em defesa de si e de sua família.

Infelizmente não é apenas o mosquito transmissor da dengue que oferece algum tipo de risco à saúde humana, e não é só com ele que é preciso cautela, preocupação, combate e prevenção.

Existe no Brasil, e na maioria dos países da America Latina, um pequeno besourinho que pode se assemelhar a um mosquito inclusive, seu nome cientifico não é nada comum, Triatoma infestans, que adquiriu um apelido bem mais fácil de ser reconhecido: Barbeiro.

O barbeiro pode passear tranquilamente despercebido por uma casa, ameaçando causar danos à saúde extremamente graves.

Publicidade

Seus hábitos são noturnos, e assim como os mosquitos, são sugadores de sangue. O nome da doença transmitida por ele é a Doença de Chagas, que pode atacar o coração, cérebro e outras partes do corpo.

Assim como o combate à mosquitos são realizados, a prevenção e atenção para com o Barbeiro também se fazem muito necessárias.