Comum em países tropicais, a fruta foi descoberta pelos portugueses na época da colonização. O maracujazeiro (árvore do maracujá) é espontâneo nas zonas tropicais e subtropicais da América. A fruta tem mais de 500 espécies pelo mundo, características como cor, sabor e formato, variam de acordo com a localização. Dentre as variedades, as mais conhecidas são: maracujá mirim, maracujá melão, maracujá amarelo, maracujá doce, maracujá guaçu e maracujá do iguapó. vale lembrar que o maracujá doce tem menos vitamina C e mais quantidade de açúcar, o maracujá amarelo possui menos açúcar.

O Brasil é o maior produtor mundial de #Maracujás.

Publicidade
Publicidade

Um pé produz 50 kg da fruta por safra. A flor do maracujá é polinizada principalmente Mangangaba, um tipo de abelha, e também artificialmente em laboratório. O valor calórico é muito baixo, 100 gramas de maracujá apresenta, aproximadamente, 70 calorias. A fruta é rica em vitaminas A, C e do complexo B, cálcio, ferro, fósforo, sódio e potássio, que ajuda na eliminação do excesso de sódio do corpo e, além disso, é um ótimo antioxidante, protege do câncer, o envelhecimento precoce e inflamações.

Apesar de ser conhecida popularmente como a fruta da tranquilidade, especialistas afirmam que a fruta não possui efeito calmante, e sim a sua folha. O consumo pode ser feito através de cápsulas, como infusão ou chá. A infusão e o chá devem ser tomados logo depois do preparo. Além do suco e da mousse, o fruto pode ser consumido com peixe, como sorvete, e etc.

Publicidade

Os benefícios estão em todas as partes do fruto, as folhas podem usadas em medicamentos e chás, possui ação calmante. Com a fruta podem ser feitos sucos, mousses, bolos, molhos para salada, vinagretes e até farofas. A casca, rica em pectina (tipo de fibra que arrasta gorduras para fora do organismo) pode ser consumida como farinha, misturada em sucos e iogurtes. As sementes trituradas, são usadas na fabricação de esfoliantes. O óleo que é extraído delas pode ser usado como temperos em saladas.

Para saber se o Maracujá está maduro, basta sacudi-lo e observar: Se a poupa estiver solta está bom para o consumo. Sobre a aparência, ele enruga porque perde a água da casca, e se estiver enrugado ou murcha não quer dizer que está velho ou impróprio para consumo. Geralmente quando a fruta está enrugada, ela também possui a polpa mais doce. Ao comprar, escolha a fruta sem buraquinhos. #Frutas #Saúde