O vírus zika foi relatado pela primeira vez em 1947 na floresta de Zika, no Uganda, a partir de uma amostra de soro de um macaco durante um estudo de vigilância da febre-amarela. Subsequentemente, em 1948, o vírus foi isolado em mosquitos e quatro anos mais tarde, também na região da Tanzânia, foi identificado em humanos. A partir de então, evidências da doença causada pelo zika em humanos foram reportadas em outros países africanos, como Egito, República Centro-Africana, Serra Leoa e Gabão e em partes da Ásia incluindo Índia, Malásia, Filipinas, Tailândia, Vietnam e Indonésia.

O primeiro surto sistemático relatado de febre Zika ocorreu em 2007 na ilha Yap, nos Estados Federados da Micronésia, seguido por uma epidemia maior na Polinésia Francesa em 2013, com uma estimativa de 30.000 infecções sintomáticas.

Publicidade
Publicidade

A distribuição mundial do vírus zika tem se expandido com o tempo, registrando surtos na África, Américas, Ásia e Pacífico e #Brasil. Até agora, algumas hipóteses têm sido propostas para explicar os grandes surtos de Zika na América Latina. Primeiramente, as condições climáticas decorrentes do evento El Niño em 2015 no nordeste da América do Sul, aliadas a abrangente distribuição de seus vetores podem ter contribuído para a rápida dispersão do vírus. Além disso, aproximadamente 80% das infecções causadas pelo ZIKV são assintomáticas. Entretanto, ainda se sabe pouco porque infecções esporádicas de zika foram identificadas antes de 2013 e surtos de larga escala têm ocorrido desde 2014,

O Brasil foi o primeiro país das Américas a relatar um surto do vírus, em maio de 2015. Em dezembro do mesmo ano o Ministério da Saúde declarou estado de emergência em decorrência do surto de #microcefalia.

Publicidade

Inicialmente, acreditava-se que o vírus tivesse sido introduzido durante a Copa do Mundo de 2014 (junho a julho) ou durante um festival de canoagem realizado no Rio de Janeiro em agosto do mesmo ano. Entretanto, estudos mais recentes sugerem que o zika provavelmente circulou no país por mais de um ano antes de ser detectado.

Verificou-se que o surto brasileiro provavelmente teve origem a partir de uma única introdução do vírus nas Américas, em meados de 2013, durante a Copa das Confederações. Além disso, foi constatado que as amostras coletadas nas Américas estão intimamente relacionadas entre si e compartilham um ancestral com a linhagem que circulou na Polinésia Francesa em novembro de 2013. #Zika Vírus