Existem por aí algumas histórias sobre #mulheres que teriam supostamente ejaculado durante o #sexo, assim como acontece com os homens. Porém, pouco ainda se sabe sobre este assunto, se ocorre mesmo e se o termo “ejaculação” está correto para tal eventualidade.

Segundo Carolina Costa Fernandes, profissional que é especializada em sexualidade e membro do corpo docente do Instituto Paulista de Sexualidade, o termo “ejaculação feminina” não existe. Isso porque este termo é totalmente contrário ao que realmente ocorre com a mulheres, que, por sua vez, não possuem escroto e nem próstata para que o líquido seminal seja produzido, como é o que ocorre com os homens.

Publicidade
Publicidade

O que ocorre no momento do orgasmo da mulher?

Pelo que a especialista explica, o que ocorre com a mulheres é uma maior produção da secreção vaginal, que também é conhecida como squirting. Carolina ainda afirmou que ainda não existem muitos estudos ou pesquisas sobre este assunto.

Porém, algumas possibilidades já foram abordadas. Entre elas, existe a que a mulher realmente pensa que no momento do orgasmo ela ejacula, assim como os homens. Mesmo que a mulher pense ter ejaculado, o que ocorreu, na verdade, é apenas uma lubrificação vaginal mais intensa, fora do normal, que acontece na hora que ela sente o ápice do prazer.

O liquido vaginal é produzido por conta das altas contrações pélvicas. A especialista atenta também para a possibilidade de que no momento haja uma pequena liberação de urina ou de qualquer outro tipo de líquido.

Publicidade

Ou seja, pode ter sido qualquer outra coisa, menos uma ejaculação, pois não há ainda nenhuma teoria que afirme que isso possa acontecer com as mulheres.

O evento ocorre com todas as mulheres?

Tal evento, denominado popularmente como ejaculação feminina, não ocorre com todas as mulheres, pois acontece de acordo com o comportamento de cada tipo de organismo e depende de cada reação fisiológica. De acordo com o que Carolina afirma, tal eventualidade depende apenas da quantidade de líquido vaginal que a mulher produz e não tem relação direta com o nível de desejo que ela tem.

“É importante ressaltar que este líquido é incolor e pode vir com ou sem odor”, alerta a especialista, que entende de tudo sobre sexualidade.

A relação sexual só é boa se tiver o orgasmo?

A especialista ainda separou algumas observações importantes para a maioria das mulheres, para que deixem um pouco de lado essa preocupação se existe uma ejaculação feminina ou não e se ela pode ser anormal se uma ocorrer com ela.

Segundo a especialista, nem sempre o sexo só é bom se ocorrer o orgasmo, pois, muitas vezes, o prazer que o antecede já é o suficiente para satisfazê-las. Desse modo, o ápice do prazer, fica em segundo plano e passa a não ser tão importante assim. “Sexo não é obrigação e precisa estar associado à sensação de prazer”, concluiu ela. #Saúde