Fazer #sexo é muito bom para a saúde, tanto dos homens, quando das mulheres. Segundo a ginecologista Patrícia de Luca, que é coordenadora de colposcopia e histeroscopia do Fleury de Medicina e Saúde, a prática promove relaxamento e cumplicidade entre um casal. Porém, toda mulher precisa saber sobre algumas informações referentes a este assunto, coisas que elas dificilmente possuem o conhecimento, mas que podem ser importantes para a sua saúde.

Veja a seguir, informações importantes que todas as mulheres deveriam saber sobre sexo segundo as explicações da ginecologista:

Qual é o verdadeiro nome do órgão sexual feminino?

A genitália feminina na verdade se chama ‘vulva’, ou seja, não se chama vagina como todo mundo pensa.

Publicidade
Publicidade

A vulva, é a parte da genitália que podemos ver, enquanto a vagina, só pode ser visualizada através do exame ginecológico.

O que é preciso para se ter uma relação sexual segura?

Para isso, a mulher deve tentar manter relações apenas com um parceiro, usar preservativos e métodos anticoncepcionais frequentemente.

Por que uma relação sexual pode doer?

As dores que podem vir a ocorrer durante o ato sexual, podem ser relacionadas à posição que o casal escolhe no momento da penetração. Segundo a ginecologista, esse tipo de dor é esporádica e pode melhorar se os amantes mudarem de posição. Porém, se o incômodo permanecer e for frequente, merece maior atenção e avaliação médica.

Vermelhidão vulvovaginal é normal?

Não, podem ser relacionadas a alergias referentes ao uso de preservativos por causa do látex do produto, por falta de lubrificação da vagina ou por causa de presença de vulvovaginites.

Publicidade

O sexo pode piorar esses quadros de vermelhidão da genitália feminina?

Praticar sexo pode piorar a irritação na área afetada, uma vez que o atrito e a secreção masculina podem piorar a situação, ou seja, o ideal mesmo, é que a mulher se trate primeiro e esteja saudável antes de praticar as relações sexuais.

Quais são as doenças sexualmente transmissíveis (DST) mais recorrentes?

São o HPV, infecção por clamídia e a herpes vaginal, que costumam chegar junto com os seguintes sintomas: dores pélvicas, lesões verrucosas ou ulceradas na região da vulva ou da vagina.

Quantas vezes uma mulher deve se consultar com um ginecologista?

Ao menos uma vez por ano, a mulher deve se submeter a exames clínicos ginecológicos e a exames laboratoriais para se prevenir contra DST ou para tratar destes problemas de forma precoce, caso tenha ocorrido o contágio.

Como deve ser feita a higienização do órgão sexual feminino após o sexo?

Essa higienização deve ser apenas externa com o uso de água e sabonete neutro, ou seja, a ducha vaginal e a limpeza dos canais internos da vagina são contraindicados, pois podem vir a afetar toda a flora do órgão, o deixando assim, exposto a infecções. #Relacionamentos #casais