A hortelã é uma planta da espécie Mentha x villosa L., também conhecida popularmente como hortelã rasteira, hortelã de panela, hortelã de tempero e hortelã comum. É uma planta originária da Europa, amplamente reconhecida pelas suas propriedades medicinais e terapêuticas. Usada na culinária como condimento de carnes e massas, na indústria de perfumaria, antisséptico bucal e creme dental, na fabricação de bebidas, gomas de mascar, xaropes, sorvetes e molhos. Sendo o Norte da África a região de maior produção desta planta.

O consumo na forma de chá foi descrito desde a antiguidade, pois a bebida, além de possuir um sabor refrescante e um aroma agradável, é também saudável e nutritiva.

Publicidade
Publicidade

Suas folhas são ricas em vitaminas A, B e C, minerais como cálcio, magnésio, ferro, fósforo e potássio. Tem poucas calorias e é fonte de fibra dietética e proteína.

Propriedades medicinais da hortelã

Segundo a literatura etnobotânica, apresenta ação digestiva, antisséptica, vermifuga, colerética, estomaquica, expectorante, antiespasmódica e colagoga. O constituinte químico principal é o óleo essencial da planta, contendo principalmente mentol, mentofurona, pineno, limoneno e cânfora. Contém ainda tanino, ácidos orgânicos, flavonoides e heterosídeos.

O óleo de hortelã é componente de diversos medicamentos utilizados para dores de cabeça e para o tratamento de depressão. É recomendado na prevenção de resfriados e contra infecções de garganta, seu forte aroma devido à presença do mentol auxilia nas congestões respiratórias.

Publicidade

Os ácidos aromáticos presentes na planta são responsáveis por diversos efeitos farmacológicos, pertence a esse grupo o ácido cafeico (ação antisséptica), rosmarínico, clorogênico (ação antifúngica, colerética e diurética), cumárico e fumárico (ação analgésica e espasmolítica). Mas de forma geral possuem ação hepatoprotetora e antioxidante.

Formas e uso na culinária

A hortelã é uma erva aromática muito utilizada no Oriente Médio, Turquia e Vietnã, é um ingrediente essencial no preparo de molhos e geleias que acompanham carnes de cordeiro e porco, bem como batatas, cenouras e saladas de folhas. Junto com o tomilho é o condimento mais forte da culinária britânica. Pode ser usada in natura e seca em pratos doces e salgados.

Na cozinha árabe, é indispensável no tabule, prato a base de trigo, é o principal tempero do kebab (cordeiro grelhado), prato tradicional dos libaneses. Também é muito utilizada para temperar coalhadas, recheios de pastéis e legumes. As folhas cristalizadas são utilizadas para decorar bolos e pudins e servidas com café.

Além do famoso chá de hortelã, as folhas frescas são ideais para trazer sabor refrescante nos sucos coquetéis, vitaminas, detox, raspadinha e água aromatizada. Aproveite a dica e curta esse sabor. #2017 #Alimentação Saudável #Saúde