Muitas polêmicas envolvem o uso do #anticoncepcional. Se antes a pílula era vista como símbolo de liberdade para mulheres que queriam ter uma vida sexualmente ativa e sem ter filhos, hoje o beneficio do remédio é questionado por muitas mulheres que apontam os malefícios que o anticoncepcional pode causar à #Saúde.

Mas o que será que acontece se uma #Mulher que faz uso do medicamente decidir parar de tomar a pílula? Confira:

Aumento ou diminuição de pelos no corpo

O anticoncepcional altera a forma como os pelos crescem no corpo de uma mulher por conta da quantidade de hormônios femininos depositados no organismo. Ao parar o medicamento, o aumento da produção de testosterona pode fazer com que aumente a produção e espessura dos pelos no corpo.

Publicidade
Publicidade

Esse efeito passa com o tempo e o normal é que a mulher volte a ter a sua produção de pelo de acordo o que era antes do uso do anticoncepcional.

Diminuição dos seios

O anticoncepcional pode fazer com que a mulher retenha mais liquido no corpo que o normal, fazendo com que os seios cresçam. O aumento de hormônios femininos também pode ser responsável pelo aumento do volume na região. Quando o uso do medicamento é interrompido, consequentemente, há uma diminuição no tamanho dos seios.

Aumento ou diminuição de peso

Ao parar com o uso da pílula, a mulher pode sentir aumento ou diminuição da retenção de líquido no corpo e isso influencia no ganho ou perda de peso. Outro fato importante é que nesse período que a pessoa decide parar com o medicamento pode sofrer mudanças no humor, o que pode interferir no aumento ou diminuição do apetite, que também acaba influenciando na balança.

Publicidade

Aumento da libido

Ao parar com a medicação pode se notar um aumento no desejo sexual. Isso acontece porque o anticoncepcional age diminuindo os níveis de testosterona no corpo, que, por sua vez, tem grande influência sob a libido. Quando o uso da pílula é interrompido, os níveis de testosterona voltam ao normal e, consequentemente, o apetite sexual aumenta.

Aumento de acnes

Com a retirada do anticoncepcional, o corpo volta a produzir progesterona e andrógenos, hormônios que acabam aumentando o aumento da oleosidade da pele, o que facilita o aparecimento de espinhas e cravos. Para quem tem problemas com acnes, é aconselhável consultar um dermatologista antes da retirada do medicamento.

Cólicas e desregulação do ciclo menstrual

Quando a mulher para de tomar anticoncepcional, uma substância chamada prostaglandina é liberada durante o ciclo menstrual. A prostaglandina é responsável por dores de cabeças e também pelas terríveis cólicas sentidas antes do período menstrual.

Já em relação ao ciclo menstrual, ele acaba se desregulando, pois o corpo precisa de tempo para voltar a produzir os hormônios que eram introduzidos artificialmente através do uso do anticoncepcional.

Publicidade

Aumento de secreções

A pílula tem por objetivo fazer a mulher parar de ovular. Ao interromper o uso do medicamento, o organismo voltará a produzir óvulos, o que aumentará as secreções e umidade na região intima da mulher.

A boa noticia é que esses efeitos são temporários e normalmente passam, em média, após três meses. Se você pretendente parar o anticoncepcional ou parou e sente algum efeito indesejável, o recomendável é procurar um ginecologista a fim de esclarecer suas dúvidas sobre o uso do medicamento.