A #vagina é um órgão relativamente sensível à influência do ambiente e, por isso, alguns cuidados precisam ser tomados para preservar a saúde do órgão e até mesmo do organismo como um todo. Entre as medidas mais comumente lembradas, estão evitar roupas muito apertadas e evitar usar durante muito tempo o mesmo absorvente. A maior parte dos ginecologistas menciona esses cuidados e alguns outros a suas pacientes. Há outros cuidados aos quais se deve dar atenção, porém, que os ginecologistas, às vezes, se esquecem de mencionar e as mulheres não conhecem - ou pelo menos não sabem ser importantes. Entre os cuidados que é melhor que as mulheres tenham com suas vaginas, podem ser mencionados os cinco listados a seguir:

1 - Urinar antes de praticar sexo diminui o risco de proliferação bacteriana

Muitas mulheres já sabem sobre a conveniência de urinar depois do sexo, expulsando, assim, bactérias que possam ter entrado na vagina durante o ato sexual e poderiam causar infecções do trato urinário.

Publicidade
Publicidade

O que poucas sabem é que urinar antes do sexo também é uma boa ideia: as bactérias encontram mais espaço para sua proliferação se a bexiga da mulher estiver cheia.

2 - O uso da pílula anticoncepcional pode causar ressecamento vaginal

Há casos em que o uso da pílula anticoncepcional causa ressecamento vaginal, e muitas mulheres confundem esse efeito colateral como falta de desejo sexual. A mulher pode precisar fazer uso de um lubrificante artificial para evitar desconforto e dor durante o ato sexual.

3 - Exercícios para a musculatura pélvica podem ajudar a evitar a incontinência urinária

Cerca de um terço das mulheres acaba desenvolvendo incontinência urinária, ou seja, dificuldade para segurar a urina. Exercícios que tonificam a musculatura pélvica como, por exemplo, os exercícios de Kegel, ajudam a prevenir a incontinência urinária e podem colaborar para tornar o prazer sexual mais fácil ou mais intenso também.

Publicidade

4 - Calças legging podem abafar a região vaginal, o que somado ao suor produzido pelos exercícios facilita a proliferação de organismos tais como fungos e bactérias e, consequentemente, infecções. Caso a mulher não vá tomar banho logo depois de se exercitar, é melhor que ela, durante as atividades, use um absorvente - para que a umidade seja absorvida - e jogue-o fora logo que acabar os exercícios.

5 - Além de ter outras más consequências, a diabetes pode tornar mais difícil alcançar o clímax. Entre as consequências negativas que a diabetes pode ter para o organismo, estão algumas que prejudicam a capacidade da mulher de gozar durante o ato sexual, tais como redução da sensibilidade clitoriana, ressecamento vaginal e piora na irrigação sanguínea da região. #ginecologista #Vulva