O #Sushi se tornou tão popular no Brasil quando um prato de arroz com feijão. No entanto, quanto mais brasileiros adotam esse tipo de prato da culinária japonesa, mais aumentam os casos de infecções parasitárias, como comprova um estudo publicado no Jornal Britânico de Medicina.

Quem chegou a essa conclusão foram pesquisadores portugueses, após terem feito um diagnóstico em um homem de 32 anos.

O homem se dirigiu ao hospital se queixando de fortes dores abdominais, vômitos e febre, que tinham começado uma semana antes.

Os médicos realizaram uma endoscopia e encontraram, no estômago do paciente, larvas de um parasita do gênero Anisakis.

Publicidade
Publicidade

Esse parasita provoca nos seres humanos uma doença que se chama anisaquíase, que foi o que aconteceu com este paciente.

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças norte-americano, a enfermidade é causada quando peixes ou frutos do mar crus ou malcozidos são ingeridos. Neste caso o estudo revelou que o homem tinha comido sushi poucos dias antes de adoecer.

A única maneira de tratar a anisaquíase é removendo o parasita por endoscopia ou cirurgia. No caso do homem português, foi realizada apenas uma endoscopia e os profissionais de saúde dizem que o problema foi sanado imediatamente após a remoção do verme.

Apesar da doença ser mais comum no Japão, ela vem crescendo bastante no ocidente por causa da popularização do sushi. Para comprovar sua tese, os médicos citam um estudo espanhol que detectou 25 casos semelhantes entre 1999 e 2002.

Publicidade

Nesse estudo, todos os pacientes comiam bastante anchova crua.

Um estudo realizado na Itália demonstrou que a anisaquíase é causada principalmente por sushi e anchovas cruas. Outro estudo italiano aconselha os médicos a desconfiarem da doença em pacientes com dores abdominais que tenham o hábito de comer peixe cru, pois não existe tratamento farmacológico eficaz que cure a doença matando os #vermes.

Por isso, se você está comendo bastante sushi só porque virou moda e os amigos convidam a toda hora, é melhor dar uma maneirada. O ideal seria parar de comer porque os riscos são muito grandes, como já se verificou nos estudos realizados. Caso você realmente não queira abrir mão deste prato, tão apreciado por muitas pessoas, coma somente em casa ou em restaurantes onde tenha total confiança.

Gostou deste artigo? Foi útil? Compartilhe com seus amigos e familiares, esta informação poderá ser muito importante para outras pessoas.