Que a #Cerveja é bastante eficaz no alívio da sofrência emocional, todo mundo já sabe. Mas as propriedades medicinais da cerveja parecem ir muito além disso. Estudos sugerem que beber cerveja pode ser eficaz no combate à dores físicas, chegando a ser mais eficaz do que alguns medicamentos analgésicos, como o paracetamol, por exemplo.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Greenwich, em Londres, na Inglaterra, acredita que aumentar os níveis de álcool no sangue - até certo ponto - pode melhorar nossa resistência à dor. Para chegar a esta conclusão, os pesquisadores realizaram 18 estudos, com mais de 400 participantes, que passavam por situações de dor antes e a pós o consumo de bebidas alcoólicas e não alcoólicas.

Publicidade
Publicidade

Os cientistas descobriram que cerca de duas canecas de cerveja, que equivalem à uma elevação de 0,08% no teor de álcool no sangue, aumentavam o limite do organismo humano à dor em até um quarto. Segundo esta equipe, o álcool seria um analgésico eficaz, o que poderia explicar porque pacientes com dores crônicas fazem, muitas vezes, uso exagerado do álcool.

Os pesquisadores salientam, porém, que uso prolongado do álcool acarreta muitas consequências negativas à saúde. O efeito do álcool no alívio da dor seria semelhante ao do uso da codeína. Não ficou claro para os pesquisadores, no entanto, se o álcool reduz as dores porque mexe com os receptores cerebrais ou porque, ao beber, a pessoa ficaria mais relaxada.

Sabe aquela dor de cabeça chata que te importunou durante todo o expediente? Eis a explicação do porque ela se curou milagrosamente durante sua ida ao bar com os colegas.

Publicidade

Historicamente, muitas vezes o álcool foi usado como anestésico em cirurgias e no tratamento da dor de ferimentos. Portanto, se você achava que a única dor que o álcool era capaz de curar era a dor de um coração partido ou de um amor não-correspondido, saiba que o álcool é capaz de aliviar dores piores.

Vale lembrar, porém, que o álcool deve ser consumido sempre com moderação e que jamais deve-se substituir consultas e tratamentos médicos por cerveja, certo? Vale ressaltar também que a quantidade de álcool usada para diminuição da dor é bastante relevante.

Beber muito pode livrá-lo daquela dor nas costas, mas vai causar uma dor de cabeça que não será possível curar com mais cerveja. Enquanto doses pequenas de álcool podem ser analgésicas, os exageros, com certeza, causarão apenas mais problemas. #Curiosidades #Ciência