Uma das formas mais comuns de disfunção sexual é a "ejaculação precoce", que, por sinal, atinge a muitos homens, de diferentes faixas etárias. Pelo que o próprio nome já explica, o problema se trata de um tipo de ejaculação que ocorre de forma muito rápida, logo que se inicia o ato sexual.

Os homens que sofrem desse mal não precisam de muito estímulo sexual para chegarem ao clímax. Em alguns casos mais graves, nem precisam da penetração.

O problema, que infelizmente é mais comum do que se imagina, traz muita angústia e vergonha para o portador, além de insatisfação para o #Casal, podendo, assim, acabar com muitos relacionamentos.

Publicidade
Publicidade

Principais causas

Não existe exatamente uma causa definida para a ejaculação precoce, pode ser resultante de variados fatores psicológicos e biológicos. Problemas comuns, como a disfunção erétil, problemas hormonais ou até mesmo brigas e desentendimentos em relacionamentos podem ser causadores desse distúrbio no homem. Normalmente, a origem de tudo é emocional e psicológica.

Mesmo que seja difícil para o homem admitir que está com tal problema, é importante que ele se abra com o médico para falar sobre o que está acontecendo. Isso porque, hoje em dia, a medicina está muito avançada em relação a tratamentos para problemas relacionados a disfunção sexual masculina ou feminina. E se o paciente decidir se comunicar com quem entende do assunto o quanto antes possível, haverá maior probabilidade dele se livrar logo de tal transtorno.

Publicidade

Tipos de tratamentos

Existem dois tipos de tratamentos para esse tipo de problema, são eles: o tratamento de controle do músculo ejaculatório e o tratamento onde se usa o Spray Sublingual. É preciso também que o paciente tenha em mente que esse problema tem tratamento e cura.

O tratamento para a ejaculação precoce, normalmente, exige acompanhamento médico e o uso de medicamentos controlados. Na maioria das vezes, o homem tem que se submeter a terapias com psicólogos.

O uso do spray sublingual no tratamento para esse tipo de disfunção sexual é um dos métodos mais eficientes e oferece muito mais vantagens do que os outros medicamentos usados nesses casos.

De um modo geral, após se submeter a diversos tipos de tratamentos, o homem normalmente volta a ter uma ejaculação normal após duas ou quatro semanas. Porém, cada caso é um caso. Para que o paciente seja devidamente curado, ele precisa ir a um especialista, que vai saber identificar quais são as reais causas do problema. #sexo #Saúde