Algumas atitudes comuns do dia a dia podem provocar sérios riscos à #Saúde. Por isso, os médicos alertam para que elas sejam evitadas, fazendo com que as pessoas tenham menos riscos de contraírem doenças. Algumas atitudes antes, durante e após o ato sexual, por exemplo, podem fazer com que o homem e a mulher corram sérios riscos de infecção. Uma delas é ficar com uma peça íntima molhada, por exemplo. Isso aumenta as chances de ter candidíase, uma doença que pode ser transmitida no ato íntimo. Mas não somente isso. Algo muito comum acontece com as mulheres na cama. Elas acabam segurando o xixi após o sexo e isso pode causar sérios problemas.

De acordo com o ginecologista José Bento, a uretra da mulher é bem menor do que a do homem, e, por isso, ela tem mais chances de contrair bactérias.

Publicidade
Publicidade

Ele e Leonardo Lima Borges, urologista renomado, falaram sobre o tema em uma entrevista ao site do programa 'Bem Estar', da Globo. Os médicos lembram que a mulher tem dificuldade de falar sobre a ardência que sofre no corpo, mas que esse tipo de sensação é mais comum do que o normal. O fato da uretra feminina ser curta faz com que o caminho das bactérias até a bexiga seja mais curto. Por isso, as infecções são mais rotineiras e o cuidado ainda precisa ser maior.

Para piorar, algumas mulheres passam sabonete comum na região íntima e isso pode trazer prejuízos. Isso porque os sabonetes comuns têm PH ácido, diferente do que é encontrado na vagina. Sendo assim, a mulher deve comprar um sabonete específico para a região íntima, ou apenas usar água em abundância na região. O mesmo vale para os homens, que devem ainda tirar a pele da glande para deixar a água fluir e limpar a região do pênis.

Publicidade

Outros hábitos diários a serem evitados

Rosana Richtmann, que trabalha como infectologista, conta que não é apenas no sexo que a mulher pode ganhar uma doença transmitida sexualmente. Isso acontece também quando a saúde dela está fraca e vai à praia ou piscina, ficando com aquele biquíni molhado por muito tempo. O mesmo vale para o suor da academia. Após os treinos, o ideal é tomar um banho e se secar, especialmente a região íntima, evitando que a má enxugada do corpo possa molhar as peças íntimas e, assim, acabar aumentando as chances da mulher contrair a candidíase e outras doenças, como alergias na região.

Em relação à dor na relação sexual, o ginecologista José Bento explica que ela pode acontecer na entrada ou no fundo da vagina. Essa dor pode ser desde uma inflamação até uma infecção, mais conhecida como bartolinite. Por isso, o ideal é sempre ir ao seu médico, especialmente ao ginecologista, especialista na saúde vaginal. #Curiosidades