Os brasileiros têm um motivo a mais para comemorar o Dia Nacional do Café, nesta quarta-feira (24). Consagrada como a bebida preferida da população, o café tem a vantagem de ser benéfico para a saúde e proteger até mesmo o coração, desde que o consumo seja feito com moderação.

Uma pesquisa divulgada pela Agência de Notícias da Universidade de São Paulo (USP) aponta que o consumo de uma xícara da bebida por dia pode trazer benefícios ao coração. De acordo com o estudo, o efeito protetor contra os fatores de risco para esse tipo de doença advém dos compostos fenólicos.

Esses compostos são encontrados em boa quantidade no café e o estudo envolvendo o assunto foi realizado pela Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, envolvendo 550 pessoas - todas moradoras da cidade de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

“Embora tenha teor semelhante de polifenóis ao das frutas e verduras, a bebida acaba tendo maior contribuição nutricional porque o consumo diário dele é mais frequente", aponta a pesquisadora Andreia Miranda, doutoranda da USP.

A pesquisa foi feita na capital paulista, onde 70% dos polifenóis ingeridos através dos alimentos possuem como principal fonte o café.

Números da pesquisa

Segundo informações da Agência USP, a pesquisa avaliou homens e mulheres com mais de 20 anos, que seguiram uma dieta específica e responderam a um questionário com informações sobre estilo de vida e informações sociodemográficas. Os participantes foram analisados, por meio de coleta de sangue, aferição de pressão arterial e medição do peso e altura.

Foi constatado que o grupo de participantes que consumiu de uma a três xícaras de café por dia teve redução de 55% das chances de pressão alta sistólica e, em 56%, na alta diastólica.

Publicidade

Também foi constatada redução em 68% de chance de ter níveis aumentados de homocisteína no sangue nas pessoas que têm consumo moderado de café.

De acordo com a pesquisadora, ficou comprovado que o efeito protetor do café para o coração acontece apenas para quem bebe café moderadamente, já que os outros grupos - com consumo alto e baixo, respectivamente - não obtiveram o mesmo desempenho.

Ainda segundo a Andreia Miranda, os benefícios são observados independentemente da maneira como o café é consumido. Ou seja: mesmo tomando puro, com leite, espresso ou coado, as concentrações de polifenóis são mantidas.

O que são polifenóis

Segundo a pesquisadora, o polifenóis ou compostos fenólicos podem ser encontrados em alimentos de origem vegetal, em algumas bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Eles são importantes na prevenção de doenças crônicas como as cardiovasculares, osteoporose, diabetes mellitus, alguns tipos de câncer e doenças neurodegenerativas.

Confira, a seguir, alguns alimentos que são fontes desse importante composto:

Vegetais em geral - verduras, legumes, frutas, cereais e leguminosas

Bebidas alcoólicas - vinho e cerveja

Bebidas não alcoólicas - chás, café, cacau, suco de frutas e de soja

Outros benefícios do café

O Dia Nacional do Café é comemorado no Brasil desde 2005 e a data foi instituída pela Associação Brasileira da Indústria de Café – ABIC.

Publicidade

A ABIC calcula que 9 em cada 10 brasileiros com mais de 15 anos consomem café, o que pode trazer muitos benefícios a essas pessoas.

Um deles, certamente, está relacionado à memória, pois já foi comprovado que a bebida ajuda na prevenção de demência e do Mal de Alzheimer. Isso acontece porque os nutrientes do café bloqueiam os efeitos da adenosina, um neurotransmissor. O bloqueio dessa substância ajuda na liberação de dopamina e norepinefrina, que melhoram o humor e aliviam o estresse.

Além disso, o café é rico em minerais como tiamina, sódio, niacina, ácido fólico, magnésio, manganês, fósforo e tem como seu principal componente a cafeína, que é benéfica, desde que consumida com moderação. #Café #Dia do Café #previne doenças