Um dos principais cânceres que atinge as mulheres é o de mama. Milhares de pessoas morrem todos os anos por causa dessa doença. Médicos ensinam maneiras de como a mulher detectar qualquer tipo de caroço em sua mama, mas isso, é claro, não é suficiente para encontrar a enfermidade.

Por isso, um estudante de apenas 18 anos está criando um sutiã revolucionário, que pode acabar identificando um câncer e fazendo com que a mulher procure tratamento. O equipamento possui sensores biológicos, que são capazes de identificar mudanças no comportamento das células. Por isso, ele seria capaz de encontrar tumores.

Inspirado nesse problema para o sexo feminino, o mexicano Julian Rios Cantu desenvolve uma tecnologia que está sendo acompanhada pelo mundo.

Publicidade
Publicidade

O objetivo dele é achar qualquer sinal precoce e conseguir anteceder, até mesmo, o toque na mama.

A mãe do rapaz teve o câncer na mama e isso o fez lutar, a fim de ajudar outras mulheres. Cantu até já batizou sua invenção, como mostra uma reportagem do site da revista Veja. A invenção ganhou o nome de EVA Bra. Além dele, outros três rapazes trabalham para dar prosseguimento no que, por enquanto, ainda é apenas um projeto.

Através dos biosensores instalados no sutiã, fica mais fácil saber todas as informações importantes dos seios, como a temperatura, o formato e até a forma da mama. Além de detectar tudo isso, o sutiã dá um aviso a quem o está usando. É uma praticidade a serviço da #Saúde e mais um capítulo da luta contra o câncer.

Como funciona

O EVA Bra foi pensado para mulheres que desenvolvem o câncer por fatores genéticos.

Publicidade

Ele tem cerca de 200 censores que monitoram o formato dos seios. Ele também faz um apanhados dos dados da mama de sua usuária. Em seguida, tudo o que é encontrado é registrado em um aplicativo de telefone, o Eva Helth. É ele quem envia as informações para a mulher.

Não é preciso ficar o dia inteiro com a peça. Quem usa entre 60 e 90 minutos por semana já encontra resultados expressivos.

O estudante mexicano já até montou uma empresa para desenvolver as pesquisas, que ganhou um dos prêmios mais importantes do gênero, o Global Student Entrepreneur Awards (GSEA). A premiação deu ao jovem US$ 20 mil (R$ 63,5 mil) que devem ser bem usados no desenvolvimento do sutiã. O mexicano, segundo a reportagem da Veja, perdeu sua mãe por causa do câncer de mama, e agora ele quer evitar que o mesmo aconteça com outras famílias. #cancerdemama #SaudeFeminina