O nosso corpo pode dar vários sinais alertando que algo de errado está acontecendo internamente, e isso precisa ser visto com muita cautela, pois quando decidimos não dar atenção a esses sintomas, podemos estar colaborando para que doenças mais graves abalem a nossa #Saúde.

Muitas mulheres apresentam um mau cheiro em sua região íntima, um odor extremamente forte e incômodo que persiste mesmo após higienizar e perfumar a região.

Esse problema se torna tão constrangedor que muitas sentem vergonha até de desabafar essa questão com seu ginecologista. Esse receio não deveria existir, já que o cheiro desagradável no órgão genital feminino pode estar alertando possíveis doenças, como a infeção vaginal ou outras doenças.

Publicidade
Publicidade

Depois da relação sexual, alguns motivos também podem colaborar para que isso aconteça, como a transpiração, sêmen, secreções vaginais naturais, lubrificantes, enfim, são vários os fatores que provocam odores durante ou logo depois das relações íntimas.

Se você notar que um cheiro forte e incomum está presente em sua parte íntima após a relação, fique atenta, pois isso pode afetar drasticamente a sua saúde e bem-estar.

Vaginose bacteriana: tratamentos e sintomas

O nome pode causar grande impacto na #Mulher, porém, trata-se de uma infecção corriqueira, que surge quando acontece um crescimento desigual e mais intenso de determinadas bactérias no órgão genital feminino. Mesmo que isso não seja considerado algo grave, a mulher precisa consultar um ginecologista, pois só ele é capaz de diagnosticar e indicar o tratamento correto para solucionar esse problema feminino.

Publicidade

Esse desequilíbrio que acontece entre as bactérias boas e ruins pode ocasionar um corrimento esbranquiçado acinzentado e com um odor extremamente forte. O ardor e a coceira também podem fazer parte dos sintomas.

Essas manifestações podem não acontecer em todas as mulheres que estão com a vaginose bacteriana, mas, se o cheiro característico surgir, principalmente depois do ato sexual, é extremamente importante buscar tratamento, realizando exames para ter a certeza de que sua região íntima está completamente saudável.

Quando a infecção é diagnosticada, o tratamento é bem simples e normalmente é medicado com o uso de antibióticos e um cuidado redobrado na higiene do local.

Fique atento ao seu corpo e ao que acontece com ele. Pequenas #Dicas podem ajudar a melhorar a sua saúde íntima e seu relacionamento.