Só no Brasil, a #depressão atinge muitas pessoas, sendo que as mulheres são a maioria delas. Duas mulheres para cada homem sofrem dessa doença. Devastadora, ela consome a vida da pessoas aos poucos, podendo até mesmo levá-la à morte.

A pessoa que sofre de depressão perde o gosto pela vida, deixa de fazer tudo o que gosta e para de socializar com outras. Pode ficar extremamente doente por conta da sua tristeza profunda e morrer por isso, seja pelos malefícios da doença ou suicídio.

Quando a depressão pode prejudicar o sexo

Segundo Heloísa Barroso, especialista em dependência química, a depressão é uma doença mental que tem que ser tratada com antidepressivos.

Publicidade
Publicidade

Porém, o grande problema, é que essas drogas normalmente surtem efeitos colaterais muito negativos.

Um desses efeitos é a falta de interesse sexual. Isso porque, em contrapartida, eles servem para melhorar a energia, apetite e acabar com a melancolia e tristeza que o paciente possa estar sentindo.

Com tantos efeitos ruins, a médica alerta para que a pessoa nunca se medique por conta própria, pois isso pode ser muito perigoso. Ao invés disso, a pessoa precisa buscar a ajuda de um especialista que entenda melhor sobre o assunto.

Efeitos colaterais dos antidepressivos

A maioria dos antidepressivos pode vir a dificultar a ejaculação do homem. Outros podem até mesmo impedir a mulher de sentir prazer e chegar ao clímax na hora do #sexo. Essas drogas podem alterar a ereção do órgão sexual masculino e também a lubrificação da vagina.

Publicidade

Além de desregular o desempenho sexual das pessoas, esses medicamentos também podem, em determinados casos, causar o aumento de peso corporal por conta do acúmulo intenso de líquidos no organismo da pessoa. Em mulheres, mais uma vez, esse efeito ainda pode ser pior..

Muitas pacientes acabam ficando com uma baixa autoestima por conta desse ganho excessivo de peso, isso também pode vir a interferir na diminuição do desejo sexual. Tudo por consequência do uso dos antidepressivos, que fazem com que as mulheres se sintam menos atraentes.

Em casos mais graves que requerem avaliação médica, alguns pacientes podem sentir dor na hora do orgasmo, ereção prolongada fora do normal, diminuição da ejaculação e um tipo de anestesia nos órgãos sexuais.

O que deve ser feito

Ao notar algum desses efeitos colaterais surgindo após o uso dos antidepressivos, os pacientes devem logo buscar a orientação de um médico. Eles devem falar abertamente com ele sobre o seu problema, para, assim, serem tratados o quanto antes possível. #Saúde