A ciência vem descobrindo interessantes modificações que o sexo pode causar no organismo, com consequências para a saúde e o bem-estar, tanto físico quanto psicológico, do organismo humano. A abstinência sexual, ou seja, não praticar sexo - sejam quais forem as razões por trás disso - também deve ter suas consequências.

Segundo o endocrinologista Alexandre Hohl, as pessoas não ficam doentes por deixarem de fazer sexo, mas a falta de sexo pode prejudicar o relacionamento amoroso dos casais. Isabel Cabral Delgado, terapeuta, diz que a abstinência sexual, claro, pode ser produto de valores morais e religiosos, por exemplo, mas também pode ser causados por traumas.

Publicidade
Publicidade

Abusos sexuais estão entre as experiências que podem causar esse tipo de problema, diz ela, que atua no Hospital Moncorvo Filho, ligado à Universidade Federal do Rio de Janeiro. A falta de sexo pode, portanto, ser sinal de problemas psicológicos. Problemas no relacionamento também podem ser responsáveis pela falta de sexo. O doutor Hohl observa que, às vezes, quando o casamento cai na rotina os cônjuges evitam o sexo. "É preciso reinventar a relação", adverte o médico.

Evidentemente, sem fazer sexo, a pessoa não colhe os benefícios da prática sexual (mas também, claro, não se expõe a possíveis riscos, como contrair uma doença sexualmente transmissível). Além do prazer envolvido e a ligação fortalecida entre os membros do casal, os seguintes benefícios, entre outros, estão associados à prática sexual e estão entre os motivos par procurar ter uma #vida sexual ativa:

Melhora a circulação do sangue

Substâncias como adrenalina e cortisol, liberadas com o clímax, dilatam os vasos sanguíneos, o que facilita a circulação sanguínea, o que traz benefícios para o corpo.

Publicidade

Testosterona

No caso dos homens, o ato sexual estimula a liberação de testosterona, hormônio sexual masculino ligado ao desejo sexual, entre outras coisas. Isso significa que, de modo geral, uma vida sexual ativa estimula o desejo sexual dos homens.

Alegria, Alegria

O sexo estimula a liberação da endorfina, que é um hormônio ligado a bem-estar e ao prazer. Não é à toa que as pessoas possam se sentir extremamente bem depois de uma relação sexual.

Combate o estresse

Uma pesquisa publicada recentemente indicou que pessoas que fizeram sexo nas vinte quatro horas anteriores, lidam melhor com situações estressantes.

Serotonina

A serotonina, uma substância envolvida no relaxamento e contentamento tem sua produção aumentada durante o ato sexual, o que também ajuda a explicar o bem-estar que as pessoas podem sentir depois do sexo. #relações sexuais