Nos dias atuais, cuidar do corpo vem se tornando cada vez mais comum. Ainda mais se você é mulher, todas tendem a buscar o máximo de harmonia possível com seu próprio corpo para uma máxima higiene e bem-estar.

As mulheres sempre se preocuparam com a região intima, principalmente por conta do mau cheiro. A região feminina naturalmente já exala um cheiro natural, mas o cheiro pode vir a mudar e isso pode significar problemas de saúde.

O motivo de tal mudança muitas vezes está relacionado a simples hábitos. Outro motivo pode ser por conta do uso de remédios e uma alimentação desequilibrada.

É sempre bom que a mulher tome os devidos cuidados para evitar o mau cheiro.

Publicidade
Publicidade

Veja a seguir recomendações de ginecologistas para evitar o mau cheiro:

1 – Os pelos pubianos podem ser muito nojentos para várias mulheres, mas eles protegem a região intima. Então, não é recomendado retirá-los por completo. Caso também seja utilizado produtos inadequados para a região, o problema tende a piorar.

2 – Roupas justas podem prejudicar a respiração vaginal e facilitam a impregnação de fungos e bactérias. O mais recomendado é utilizar roupas largas feitas de algodão, ou até mesmo dormir sem as vestes.

3 – Uma boa alimentação também é muito importante nesse caso, pois ajuda a saúde de seu intestino. É sempre bom evitar os alimentos que contêm um alto nível de gordura e uma alta taxa de açúcar.

4 - Deixar muito tempo a região sem higienização pode resultar no mau cheiro isso não é novidade, principalmente para as mulheres.

Publicidade

A maioria das mulheres acha que um simples banho ao dia e utilizando bem o papel higiênico já resolva o problema. Porém, o aconselhável que pelo menos três vezes ao dia a região sege higienizada, isso elimina o suor e secreções.

5 – Na hora de se banhar é recomendado que a mulher utilize um sabonete especifico para a região vaginal. Eles podem ajudar a equilibrar o pH e também diminuem possíveis infecções.

Então, para conseguir manter a região vaginal sempre livre do mau cheiro, basta acompanhar as dicas. Elas também ajudam a prevenir possíveis infecções por conta dá má higiene.

Especialistas contam casos que, após poucos meses seguindo as dicas, já é possível notar a diferença de cheiro. Com o passar dos meses, essas dicas tendem a se tornar rotineiras e não irão consumir tanto tempo do seu dia a dia quanto antes.

Se por um acaso o mau cheiro persistir, é sempre bom procurar um médico ginecologista, que, por sua vez, pode identificar algo de mais grave na região vaginal. #intimidade #SaudeFeminina #odor