As mulheres podem ficar com medo de algumas coisas naturais do seu corpo. Uma delas é o famoso corrimento vaginal. Esse é o nome dado pelos médicos a um líquido ou muco que sai da vagina da mulher.

Muitas representantes do gênero feminino ficam aterrorizadas quando esse muco aparece. Dependendo da situação, de fato, o melhor é correr ao médico. No entanto, mesmo que o corrimento esteja normalizado, os especialistas indicam que a mulher frequente pelo menos uma vez ao ano os especialistas em #Saúde.

Quando o corrimento vaginal deve virar uma preocupação à saúde?

Segundo os especialistas, a mulher deve ficar atenta a alguns fatores relacionados ao corrimento.

Publicidade
Publicidade

Não é normal, por exemplo, que ela sinta coceira por conta desse líquido. Mau cheiro e ardor na área vaginal são outros sintomas que não podem ser ignorados por elas.

Por isso, tenha sempre um médico de confiança e não se acanhe de contar e mostrar o problema para ele. A quantidade do corrimento em si, no geral, não é um problema. Isso pode estar relacionado ao biotipo da mulher.

Outra coisa que deve ser vista é a cor do líquido que sai da região íntima. No momento do ciclo da menstruação, esse muco pode mesmo variar de cor. O normal, no entanto, segundo os médicos, é que a cor mude de branca para parecida com a clara de um ovo, transparente, mas espessa.

A cor do corrimento deve ser levada a sério, alerta ginecologista

De acordo com o ginecologista Jurandir Piassi Passos, a mulher deve ficar mais atenta, caso a cor do corrimento esteja variando.

Publicidade

Isso pode indicar problemas sérios e ela precisa ser examinada o mais rápido possível.

A atenção em especial deve se focar em cores como branco-acinzentada, amarelo-esverdeada, marrom, amarelo-pus e rosa. Nenhuma delas é considerada normal e pode esconder problemas verdadeiramente importantes.

Essas cores podem esconder alguma doença relacionada a uma infecção, ou até pior, ser uma DST (Doença Sexualmente Transmissível), que são as doenças transmitidas pelo ato sexual. Para proteger o parceiro, nada melhor do que estar sempre indo ao médico.

Outros fatores que também mudam cor

Além de doenças, a causa da mudança no corrimento na vagina pode estar relacionada aos maus hábitos de higiene da mulher. O ginecologista pode indicar métodos baratos e fáceis de manter essa região livre de fungos e bactérias.

Outro problema que pode estar vinculado à mudança de cor no corrimento vaginal é o uso exagerado da chamada pílula do dia seguinte. Esse remédio deve ser usado apenas em último caso.

Deixe o seu comentário. #SaudeFeminina #UniversoFeminino