O hand spinner é visto como uma espécie de #brinquedo que foi criado com a intenção de amenizar o estresse, equipamento, que quando impulsionado, começa a girar constantemente na ponta dos dedos. Eles foram originalmente criados para ajudar os alunos com TDAH chamado às vezes de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção) e autismo. Hoje em dia, muitos especialistas afirmam que o spinner pode melhorar concentração e liberar a energia negativa.

Em pouco tempo, esse dispositivo, que foi criado para pessoas com necessidades especiais, virou febre e ganhou uma grande popularidade em todo o mundo. O hand spinner ganhou a fama de ser um pequeno brinquedo que pode desestressar as pessoas.

Publicidade
Publicidade

Devido a isso, sua venda disparou e ele pode ser encontrado em praticamente em todos os lugares. Mas será que ele realmente funciona?

De acordo com o site Tua saúde, durante vários anos, o nosso cérebro foi se adaptando e evoluindo para conseguir focar em uma determinada tarefa, ao mesmo tempo em que se concentra em tudo ao seu redor em busca de possíveis riscos ou ameaça. Essa é a mesma habilidade que permite dirigir mantendo a concentração na estrada, mas sem se esquecer de analisar se surge algum perigo em outras direções.

Sabendo disso, ao utilizar esse pequeno equipamento, o cuidado que seria dado ao local ao redor permanece concentrado somente no hand spinner. Com isso, o cérebro que estaria utilizando muita concentração em um ambiente, ficaria mais livre para atentar-se a uma tarefa importante.

Publicidade

Benefícios de brincar com o spinner

Sempre que se olha ou sente o dispositivo rodando, é possível ampliar a produtividade e combater alguma falta de atenção causada por mudanças psicológicas.

Como já dito antes, ao girar o hand spinner, o cérebro também consegue se livrar do #estresse que está sentindo, independente do motivo. Sendo assim, uma maneira simples de alívio para pessoas que sofrem constantemente de ansiedade.

Não é indicado para crianças com menos de 6 anos

Segundo o site G1, a Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) classificou o dispositivo como um brinquedo e certificou não é indicado para #crianças com 5 anos ou menos, pois identificou que as peças podem se soltar e serem ingeridas.

O Inmetro ainda alerta que o spinner tem diferentes modelos, desde o mais simples até o mais sofisticado com luzes e bateria. Caso a criança filho esteja abaixo da idade indicada e queira fazer uso do brinquedo, recomenda-se que o afaste da criança imediatamente.